Lagartos/gambás: Grupamento Ambiental de São Leopoldo recebe 5 chamados semanais para resgate em pátios e casas

6 de dezembro de 2020 - 14:41

Segundo o comando do Grupo Ambiental da Guarda Civil Municipal de São Leopoldo, a equipe recebe cerca de cinco (5) chamados para resgate de lagarto e gambá em pátios e casas da cidade. Isso porque a primavera e o verão são épocas do ano que alguns animais silvestres costumam circular em ambientes urbanos e até mesmo se aproximar e entrar em residências. É importante tomar alguns cuidados com a presença destes animais que são importantes para o equilíbrio ambiental.

Conforme o inspetor do GDA, Emerson dos Anjos, a orientação é não tentar capturar os animais, muito menos ferir ou mata-los. “Ao avistar um animal silvestre, a primeira recomendação é ligar para a Guarda Municipal, através do telefone 153. Recebemos treinamento específico para isso e temos os equipamentos adequados. É perigoso para o cidadão tentar resgatar o animal, que pode se assustar ou se estressar e atacar quem estiver por perto”, ressalta.

Matar é crime

Ainda conforme o inspetor, a Lei Nº 9.605 estabelece que matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente é considerado crime. “As multas com relação a manter pássaros silvestres em cativeiro podem variar de 50 a 500 UPMs. O valor da UPM em São Leopoldo para o ano de 2020 é R$ 3,91”, explica.

Resíduos orgânicos atraem gambás

De acordo com a bióloga, Helena Cardoso, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), a expansão urbana colabora com a intensa aparição de animais silvestres em residências. “Os gambás são frequentemente observados na cidade, onde procuram resíduos orgânicos domésticos para sua alimentação. Já os lagartos costumam sair mais para procurar alimento e até mesmo para andar no sol. Este é o período do ano em que ocorre a reprodução da espécie, por isso são mais avistados, observa. Também explica que ambos possuem o importante papel no equilíbrio ambiental. “São animais capazes de controlar populações de outros considerados como pragas nos ambientes urbanos como cobras, ratos e insetos”, completa a bióloga.

Para evitar essa situação é necessário tomar alguns cuidados básicos como: manter o pátio limpo e a grama cortada; não deixar rações de animais expostas durante a noite, não deixar restos de alimentos na área externa da casa, e vedar todo acesso que possa existir no forro para que não façam abrigo.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo