SÃO LEOPOLDO : 16 bombas (11 fixas/6 móveis) em condições de funcionamento segundo Prefeitura e Semae

12 de junho de 2024 - 19:13

Com a previsão da volta de  chuva forte no período de 15 a 20, nas cidades da Região Metropolitana de Porto Alegre, da qual São Leopoldo faz parte, o prefeito Ary Vanazzi (PT), coordenou reunião com os secretários e Semae para o  planejamento e medidas de prevenção do setor público a partir do relatório emitido pela Defesa Civil do Estado com volume de chuva que pode variar entre 70 e 120 milímetros entre os dias 15 e 18. Já a MetSul Meteorologia estima um volume de 100 mm entre os dias 15 e 20. Um os principais dados é do Semae em relação às bombas fixas e móveis:

Casa de Bombas Rodoviária – Quatro bombas: Duas em condições e duas em manutenção;

Casa de bombas do Ginásio – Quatro bombas; Duas em condições e duas em manutenção;

Casa de Bombas da  Campina – Quatro bombas: Duas em condições, uma em fase de testes para recondicionamento e uma em manutenção;

Arroio Cerquinha – Duas bombas: Uma em condições e uma em manutenção;

Casa de Bombas João Corrêa – Sete bombas: Três em condições de operar, uma sendo instalada (com conclusão até sexta-feira), uma será recebida em 10 dias e duas em manutenção;

Casa de Bombas do bairro Santo Affonso, em Novo Hamburgo – Duas bombas em condições, uma que será instalada nos próximos dias e duas em manutenção;

Bombas móveis

 A Prefeitura de São Leopoldo tem instaladas na Vila Brás duas bombas móveis, com condições de drenar 6.600 litros de água por segundo somadas;

Além disso, foram instaladas duas bombas móveis no Arroio Cerquinha, que drenam juntas até 500 litros por segundo, e duas na Campina, que totalizam 2.100 litros por segundo.

Prefeito Vanazzi

 “As pessoas estão inseguras por conta da última enchente, então precisamos ser claros. Nosso sistema anticheias,  os diques, as Casas de Bombas, vão dar conta se o volume de chuva for o previsto. O que nós provavelmente teremos problemas é com a microdrenagem, porque muitos resíduos sólidos ficaram nas ruas, muitas bocas de lobo ainda estão obstruídas, e isso pode gerar um acúmulo de água nas ruas. Ao que tudo indica não teremos maiores problemas, mas precisamos estar alertas e em monitoramento constante”, enfatizou.

Estrutura dos diques

Sobre a estrutura dos diques, o engenheiro da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Semov), Paulo Kumer, tranquilizou a população. “Devemos ter alguns problemas na microdrenagem, mas quanto aos diques as pessoas podem ficar tranquilas porque foram recompostos e estão funcionando de forma segura”, declarou Kumer, que ainda anunciou uma limpeza próxima ao Arroio Cerquinha. “Será feita, provavelmente ainda amanhã, uma limpeza no Cerquinha, da Casa de Bombas até a Henrique Bier, devido ao volume de lixo acumulado”, declarou.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo