16 clubes de várzea de São Leopoldo foram atingidos pela enchente e buscam ajuda para se reerguer

6 de julho de 2024 - 08:47
Por Juliano Palinha

Os cerca de 64×100 metros de gramado de um campo de futebol virou barro em 16 clubes varzeanos de São Leopoldo. A maioria ficou coberto pela água da enchente de maio quase um mês. Freezer, balcões de bebidas e muitas histórias registradas em fotos e troféus foram perdidos. Agora os presidentes buscam ajuda para se reeguer.

Fosse outra situação os clubes fariam meio-frango, bingo, festinha, mas agora com toda comunidade atingida essas alternativas são inviáveis. O presidente do Beira Mar, Fernando Daudt, no programa Arquibancada na Berlinda, diz que só o poder público pode socorrer. “Não temos para quem pedir, pois todos que sempre ajudam no bairro foram atingidos pela enchente”, comenta.

Fernandão teve sua casa e seu trabalho tomado pela água. A sede do campo ficou com água praticamente no telhado. “Não tive nem coragem de entrar na sede ainda”. Em outra épocas era possível

O caso do Beira Mar não é diferente do Flamengo e Tricolor que ficam na Vicentina. Do Obras, Alambique e Nacional que ficam no São Miguel. Clubes da “baixada” que ficaram quase um mês com água próximo das traves da goleira.

ZONA NORTE E LESTE

Na zona norte a mesma tragédia. Campina, São Leopoldo, Seral, Guarani da Campina, Corinthians, Juventudes e Santos Dumont também contabilizam o prejuízo. Nessas regiões a enchente também foi de grandes proporções. Afetando os clubes e obviamente a comunidade dos bairros. O Sinos também chegou no Alfa e Independência, ambos na zona Leste da cidade.

CAMPEONATO MUNICIPAL 2024

Diante deste situação o Campeonato Municipal de São Leopoldo segue sem previsão de ocorrer. Desde clubes atingidos, oito jogariam a competição: Tricolor, Obras, Beira Mar, Campina, São Leopoldo, Seral, Juventudes e Alfa. Agora, segundo Marquinhos Paraíba, chefe de gabinete da Secretária Municipal de Esporte e Lazer (Semel) e responsável pela organização da competição, é aguardar porque clubes já falaram que não jogarão mais. “Teremos que ver direitinho qual a situação desses clubes. Alguns já anteciparam que não jogarão, como o caso do Beira Mar, mas vamos marcar uma reunião para definir”, comentou.

OUÇA A ENTREVISTA ABAIXO

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo