SÃO LEOPOLDO: CadÚnico será feito nos CRAS a partir de segunda-feira 1º de julho

28 de junho de 2024 - 16:08
Por Sônia Bettinelli/Juliano Palinha

A partir de segunda-feira (1), em São Leopoldo, o Cadastro Único (CadÚnico)  será feito nos CRAS das 8 às 17 horas,  (tabela abaixo) conforme anunciou a secretária de Assistência Social (SAS) Márcia Martins, em live,  junto com o prefeito Vanazzi e o assessor especial do gabinete, Nelson Spolaor. Objetivo é descentralizar o atendimento para que as pessoas não tenham que se deslocar até o Centro Administrativo, no Centro, onde funcionou até esta sexta-feira (28).

Os pedidos para o Volta Por Cima se encerram no dia nove (9) de julho e para o SOS PIX até o dia 13 de julho.

Endereços dos CRAS

  • Norte: rua Walter Hennemann, 582 – Scharlau
  • Nordeste: rua Cora Coralina, 547, Santos Dumont – Sede da AMMEP
  • Oeste: Vicentina Maria Fidelis, 350 – Vicentina – Parque do Trabalhador
  • Leste: Rua Artur Georg, 90 – Feitoria
  • Centro: Av. João Corrêa, 1350 – 2º andar – Prédio do IAPS

CONFIRA OS TRÊS BENEFÍCIOS

Volta Por Cima – Concedido pelo Estado

  • Parcela única de R$ 2.500,00;
  • Para família desabrigada ou desalojada em consequência dos eventos climáticos;
  • Constar no Cadastro Único (CadÚnico) na condição de pobre ou extremamente pobre, mesmo com a inscrição sendo realizada após os eventos climáticos. 
  • Residir em município com Decreto de Situação de Emergência ou Calamidade Pública homologado pelo governo do Estado; 
  • Cadastro até o dia nove (9) de julho

SOS PIX – Concedido pelo Estado através de doações

  • Parcela única de R$ 2.000 (dois mil reais);
  • Para as famílias cuja renda total de até três (3) salários mínimos R$ 4.236; 
  • Inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) ou no Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF);
  • Quem recebeu o auxílio Volta Por Cima não tem direito ao SOS PIX
  • Cadastro até o dia 13 de julho

Auxílio Reconstrução – – Concedido pelo Governo Federal

  • Parcela única de R$ 5,1 mil
  • Para  famílias residentes em áreas atingidas pelas enchentes, que abandonaram suas casas, de forma temporária ou definitiva, nos municípios em situação de calamidade ou emergência.

 

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo