Auxílio Reconstrução e Saque Calamidade injetaram mais de R$ 222 milhões na economia, diz prefeitura de SL

22 de junho de 2024 - 07:50

Desde a liberação do pagamento dos primeiros lotes do Auxílio Reconstrução, no começo de junho, 30.118 famílias leopoldenses foram beneficiadas até o momento com R$ 5,1 mil da parcela única paga pelo Governo Federal, em ajuda às famílias que foram atingidas na enchente de maio. Isso representa R$ 153.601.800,00 circulando no comércio local. Ao todo, 62.932 pessoas fizeram o cadastramento para receber o auxílio. Outras 28.222 famílias aguardam o processamento dos dados no sistema do Governo Federal. Pelo Saque Calamidade do FGTS, 21 mil trabalhadores aderiram a oportunidade e sacaram R$ 69,3 milhões. Somando o benefício do Governo Federal e o FGTS dos trabalhadores são R$ 222.901.800,00 em circulação na economia do município somente no mês de junho. Os dados repassados pela Caixa Econômica Federal via Secretaria Geral de Governo (SGG) da Prefeitura de São Leopoldo foram divulgados na tarde desta sexta-feira (21).

O prefeito Ary Vanazzi relembrou o cenário em que o município atravessou, primeiramente na pandemia da Covid e agora durante a enchente de maio, mas que a injeção de recursos garante a retomada da economia e a geração de empregos. “Eu sempre defendi, em todas as crises, foi na pandemia, agora, nessa tragédia, de que a gente precisa botar dinheiro em circulação, e o Estado tem que botar dinheiro em circulação para gerar emprego, e assim a gente recupera a nossa economia na cidade. Então, esse valor que entrou agora nesses dois programas, ele é fundamental para que o município se recupere rapidamente e as empresas gerem emprego e melhoram as relações na nossa cidade”, disse o prefeito.

Serviço especial para correção de cadastros neste final de semana

Neste sábado (22) e domingo (23), das 9h às 17h, a Prefeitura estará aberta para realizar o atendimento de pessoas que tiveram o benefício do Auxílio Reconstrução reprovado por diversos motivos. Mais de 3.500 casos foram identificados por erros dos declarantes no preenchimento do nome, data de nascimento, CPF ou estado civil. Há casos também de duplicidade no cadastro ou cancelamento realizado pelo requerente que estão sendo analisados pela Caixa e prefeitura.

Exclusivamente para estes casos, foi criado um serviço especial com nova oportunidade às famílias de correção e reenvio dos dados para análise do cadastro. Quem se enquadrar nesta situação terá oportunidade de atualizar e reenviar o cadastro ao sistema do Governo Federal, com auxílio de servidores públicos. O Centro Administrativo fica na avenida Dom João Becker, 754, Centro.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo