SÃO LEOPOLDO: Prefeitura terá central presencial para atender mais de 2,5 mil pedidos de auxílio reconstrução reprovados

18 de junho de 2024 - 21:52
Por Sônia Bettinelli

Morador do bairro Vicentina, Fernando Amaral, ainda não recebeu o auxílio reconstrução do governo federal, parcela única de R$ 5,1 mil por conta de um equívoco no preenchimento do formulário. Ao invés de responder qual seu “nome civil” Fernando respondeu seu “estado civil”, na autodeclaração enviada ao governo federal. Vários beneficiados pelo auxílio financeiro de R$ 5,1 mil também confundiram nome com estado civil, outros digitaram uma letra diferente do  próprio nome ou número diferente do CPF.

“São mais de 2,5 mil pedidos reprovados por equívocos como os citados acima entre outros. Recebemos as listagens do governo federal na manhã de hoje (18) e estamos montando a estrutura e equipe para atender essas  pessoas e corrigir o que pode ser corrigido”, explicou a titular da Secretaria de Assistência Social (SAS) de São Leopoldo, Márcia Martins. Até agora mais de 20 mil famílias receberam o auxílio reconstrução em São Leopoldo, segundo a secretária Márcia.

A SAS recebeu habilitação do governo federal para acessar a listagem, fazer a correção e reenviar ao governo federal. Será um atendimento presencial individual para conferir as informações do formulário com os documentos e comprovante de endereço. “Faremos o anúncio do local e horário de atendimento assim que tudo estiver estruturado. O atendimento será feito por servidores de várias secretarias”, explicou a secretária.

Autodeclaração

Segundo Márcia Martins, talvez algumas situações não possam ser resolvidas, caso específico de quem fez a autodeclaração sem estar devidamente dentro dos critérios. “Por exemplo, se a pessoa preencheu o formulário e o endereço não faz parte da mancha da cidade atingida pela enchente, além de não receber a pessoa terá que responder por informações inverídicas na autodeclaração”, alerta a secretária reforçando o que foi dito no anúncio do auxílio que cada um é responsável pelas informações.

 

 

Na sessão desta tarde o vereador Brasil Oliveira (PSD) relatou um caso que será encaminhado à ouvidoria do Ministério de Integração Nacional como denúncia. “Uma senhora me procurou dizendo que teve o auxílio negado porque outro CPF do mesmo endereço foi aprovado. Só que esse familiar da senhora não mora mais no endereço e mesmo assim buscou o auxílio”, relatou o vereador. “Isso tipifica falsidade nas informações e a pessoa terá que responder por isso”, disse a secretária.

A Prefeitura fará anúncio do local e horário de atendimento para quem teve o pedido reprovado por conta de desencontro de informação.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Comentários

Viviane da rosa soares

eu perdi tudo não tenho nada perdi tudo na enchente só tenho eu e você mas nunca

Anderson Vieira

Então, eu morava no térreo da minha rua onde a água quase atingiu o segundo piso. e estou aí da aguardando a tal da análise. eu até estou procurando algum imóvel para alugar em algum outro banco mais alto. até então sigo na casa de familiares.

Cleysson

nossa descaso total para todos nós pois até esse momento só está analise

Jonas Loreni Consul

perdi tudo na enchente.loja Agropecuária e casa estou 45 dias sem voltar pra casa nem recebi nada de ajuda. Av Manoel José Brás. Santos Dumont

MICHELE GOMES

Eu estou em análise já tem quase um mês e nada de receber o auxílio reconstrução.

Rafael

Me desculpe, mas nao foi isso que nos informaram na Prefeitura quando fomos saber o porque da reprovação do auxilio reconstrução. Informaram que o TI da prefeitura teve problemas e que éramos pra aguardar ate quinta ou sexta desta semana que entraria em analise novamente. Eu fiz o preenchimento dos dados todo de forma correta.

Vanessa

Dia 27 feito cadastro e nada até agora,pessoas que fizeram bem depois já receberam

Débora faleiro

por que só são Leopoldo vai poder corrigir dados e as demais prefeitura não,sou de novo Hamburgo e até agora nada estou inscrita desde o dia 22 de maio e só consta em análise

Robson Fernandes Aquino da Silva

Oi boa noite e bairro Feitoria, não tem direito também ? perdemos tudo aqui…

Eudelis del valle Pineda

Me cadastrei desde 27 de maio e ainda apareço em análise..

Mauro Gomes de Brito

Quando a Prefeitura irá adotar medidas,como aluguel social,compra de imoveis para aqueles que perderam suas casas ou que nelas ainda nao podem a elas retornar?Medidas estas anunciadas pelo Ministro Pimenta que já sao
disponibilizadas pelas Prefeituras de Canoas e Porto Alegre.Saliente-se que 82% do municipio foi duramente castigado nesta tragédia climática.

Carlos Eduardo Carvalho da Silva

Existem muitas pessoas que não foram atingidos pela enchente e já receberam o benefício, eu ainda estou em análise desde o dia 27/05 e pelo jeito não vou receber moro no bairro Santos Dumont um dos bairros mais atingidos de São Leopoldo, no meu caso perdi tudo estou dormindo em paletes acampado no que sobrou da nossa casa.

Loemi

Bom dia. Loemi de são Leopoldo bairro Santos Dumont chácara dos leao perdi tudo e meu cadastro diz CPF não cadastrado pela prefeitura.

Dayana

moro no barrio santos dumont vila bras .fez meu cadastro no día 27 mayo despois de sai aprovado pela prefeitura agora dize pela caixa rejeitado despois d un mes a guardando teim muita gente q nao foro perjudicadas e recen primeiro q os afeitados.

VILMA BRITO

minha filha também perdeu tudo veio mora em minha casa teve que comprar um quarto pra não precisa dormir no chão vai pagar do bolso dela pelo jeito porque até agora nada

Sirlei Terezinha forquezatto

Me cadastrei dia 27/05 e continua em análise, também esqueci de colocar que era no fundos e que tem duas casas no terreno.

Luciana Leopoldino

agora estamos sem acessos ao gov.porque ?estamos sendo enrolados ate o dia das eleições?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo