Acervo de quase 1,5 mil fotos da Cruz Vermelha são recuperados após enchente

4 de junho de 2024 - 12:45

Após as recentes enchentes que assolaram o município de São Leopoldo, uma descoberta surpreendente emergiu das águas. Um acervo valioso de fotografias históricas da Cruz Vermelha foi encontrado entre descartes na rua Bento Gonçalves, no Centro da cidade. O coordenador do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura e Relações Internacionais (Secult), Márcio Linck, que recolheu o material, conta que cerca de 1.500 fotos conseguiram ser salvas, além de um relatório de atas dos anos de 1972 a 1976, plano pedagógico e outros registros históricos, achados no meio da lama.

Márcio Linck alerta que esta ação serve de aviso à população de que podem salvar suas memórias. “A perda das fotografias, certidões, documentos pessoais, vai deixar uma lacuna na memória afetiva prestada por estes materiais. Os casos particulares também vão deixar no somatório, no coletivo, muitas perdas de memórias, pois são documentos que contam a história de vida das pessoas e de um período que viveram sua infância e juventude”, comenta.

Para que estas perdas não sejam tão grandes, o coordenador Márcio Linck, orienta que as pessoas não coloquem fora, pois parte do material pode ser salvo. “Há possibilidade de recuperar papéis e fotografias, pois podem ser lavados e secos em lugar fechado. Acondicionem o material em sacos, cuidem a manipulação, usando luvas”, explica.

Para as pessoas que encontrarem material de terceiros, de instituições, ou mesmo particulares, Márcio Linck instrui que guardem para que possa ser recuperado. A Coordenação de Patrimônio Histórico fica à disposição para auxiliar. O contato pode ser feito pelo e-mail abaixo:

cultura@saoleopoldo.rs.gov.br

O acervo da Cruz Vermelha recuperado será encaminhado ao Museu Histórico Visconde de São Leopoldo.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo