Em meio à inundação da casa da Dona Noeci, a imagem de Nossa Senhora Aparecida permaneceu intacta

27 de maio de 2024 - 14:05
Por Sônia Bettinelli

Olhando de fora, a rua Arno Schuch, no bairro Vicentina, é só mais uma das tantas ruas com as casas alagadas e perda total dos móveis e demais pertences. Mas na casa de número 567, tem a mais valiosa de todas as peças intacta. A imagem de Nossa Senhora Aparecida que chegou na casa da dona Noeci Maria de Lima (74), há 25 anos, não saiu do lugar. Nem mesmo a fita do Santuário de Aparecida se soltou da imagem, ou seja, apesar de toda a água que alagou a casa, a imagem e a fita aguardam o retorno da dona Noeci para o terço das 18 horas.

“Todos os dias minha mãe reza o terço diante da imagem. E entrar na casa depois de toda a tragédia, é impossível não relacionar a imagem intacta com a fé da minha mãe”, diz Andrea, que assim como a mãe teve a casa alagada e perdeu tudo. “Mas vamos nos reconstruir. Será um período de muito esforço, trabalho e sofrimento, mas vamos seguir em frente, firmes e fortes como a fé da minha mãe que protegeu a imagem de Nossa Senhora”, diz Andrea que afirma ter convidado a mãe várias vezes para o culto evangélico. “Agora mais do que nunca ela seguirá com sua fé e eu muito feliz com isso”.

 

Andreia conta que seus pais foram do Encontro de Casais com Cristo (ECC),  da paróquia São José Operário, no bairro Fião, por muitos anos. A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi presente de um casal que foi ao Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo.

O pai, Jairo Lima, do Tricolor, faleceu em agosto de 2015. A foto é do último aniversário dele ao lado da esposa Noeci.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo