Ministério Público criou o canal precoabusivo@mprs.mp.br para combater preços abusivos

18 de maio de 2024 - 09:50

O Ministério Público criou uma força-tarefa especial para combater preços abusivos no comércio, principalmente em mercados e postos de combustíveis, dois locais com maior número de atuações, inclusive prisão de dois funcionários de um posto de combustível. A força-tarefa é do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MP/RS (GAECO/MPRS).

As reclamações chegaram por meio do canal criado pela instituição – o email precoabusivo@mprs.mp.br – para que os consumidores pudessem relatar casos de aumentos ocorridos depois das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul. No total, o MPRS já recebeu 680 denúncias de todo o Estado.

Até ontem (17) foram 315 denúncias m Porto Alegre, Gravataí, Viamão, Cachoeirinha, Canoas e Alvorada, na Região Metropolitana. Desses, 65 foram autuados.

A maioria das autuações ocorreu em mercados e postos de gasolina. Em um dos postos, dois funcionários foram presos. A FT também fiscalizou farmácias, empresas de caminhão pipa e revendas de gás e água. Em algumas, o galão de 20 litros estava sendo vendido a R$ 80.

“Percebemos que o consumidor precisa ter um canal rápido para denunciar quando se depara com um produto comercializado acima do preço, ainda mais nesse momento de crise”, diz o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo