Carrefour, antigo BIG, cede espaço para pets em São Leopoldo

13 de maio de 2024 - 18:03

Nesta segunda-feira (13), a Prefeitura de São Leopoldo recebeu do Grupo Carrefour Brasil a cedência gratuita por tempo determinado do espaço onde funcionava um hipermercado na cidade, localizado entre as avenidas Mauá e Imperatriz. O local, popularmente conhecido como “antigo Big” (bandeira adquirida pelo Carrefour), funcionará como espaço de acolhimento dos pets diante da tragédia que assola o Município.

Neste primeiro momento, de forma emergencial o espaço já está sendo estruturado e organizado pelas equipes da Secretaria de Proteção Animal (Sempa), voluntários, ativistas da causa animal, e já recebe os primeiros animais saudáveis atingidos pelas enchentes que estavam na EMEF Irmão Weibert, que passa a ser exclusivamente local para atendimentos veterinários de urgência.

Pelo tamanho, hipermercado, o imóvel também poderá receber pessoas que estão acolhidas, de acordo com determinação da Secretaria Municipal da Assistência Social e Defesa Civil.

Na cidade, 88 espaços de acolhimento abrigam aproximadamente 12 mil moradores que não podem voltar para suas casas, especialmente com novo alerta de chuvas pela Defesa Civil.

A médica veterinária e chefe do Canil Municipal, Thais Calvi Arend, destaca a importância do espaço. “Estamos estruturando o local que foi cedido, vamos realocar os animais que estão no Weibert, estávamos com muitos problemas de não ter onde colocá-los, e agora, assim que possível e estiver tudo estruturado, vamos passar a acolher os animais resgatados aqui”, afirmou.

O secretário interino de Proteção Animal de São Leopoldo, médico veterinário, André Ellwanger, destacou o espaço: “Será muito importante para qualificar esse atendimento especialmente nesse momento de maior catástrofe que vivemos. Servidores, voluntários e demais ativistas da proteção animal estão aqui trabalhando muito nesse processo, montando as 150 baias que vão ficar os cachorrinhos, trazendo ração, ajudando com tudo para receber os nossos bichinhos também impactados pela enchente”, destacou.

O trabalho de acolhimento dos pets é realizado por uma força-tarefa de voluntários, com médicos veterinários, protetores e funcionários da Prefeitura.
No local os animais serão avaliados, receberão água, alimento, remédio antipulgas, e terão os sinais vitais verificados.

As doações para os animais já podem ser direcionadas ao local. São necessários equipamentos de limpeza (tipo mop, que agiliza o serviço de limpeza), sacos de lixo, produtos de limpeza, produtos de higiene para os voluntários (álcool gel, lenço umedecido, papel higiênico), cordas, guias, correntes, coleiras, peiteiras, ração seca e úmida, tapete higiênico, cobertores, mantas, toalhas, caixa de transporte, casinhas, camas, antipulgas e anticarrapatos, medicamentos em geral.

Também há necessidade de reforço de voluntários para o período da noite e madrugada.

Além deste espaço, as escolas municipais, EMEF Mario Fonseca, EMEF Tancredo, EMEF Maria Emília, EMEF Santa Marta, EMEF Gusmão, EMEF Clodomir, EMEF Grimberg, EMEF Hohendorff e EMEF Paulo Couto, bem como as estaduais Caic, Haydee, Cristo Rei e Polisinos, estão abrigando pessoas com seus animais de estimação.

📍Outros locais também como o Ginásio do Sindicato dos Metalúrgicos “Bigornão”, Sesi, Unisinos-Centro de Eventos- Cepa -Paróquia São Roque, Clube Mauá, AABB, e demais abrigos coletivos também acolhem pessoas com seus animais de estimação.

📍Outros locais como a Sociedade Guarany, na Scharlau, no terreno ao lado restaurante Baldo, junto ao Clube dos Sargentos, no Centro, no Espaço do Projeto Aumigos da Lindolfo Collor 107, todos lotados, são espaços de cuidado e acolhimento de animais e recebem apoio, alimentação e atenção veterinária.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo