Parede do dique terá um grafite de 150 metros contando a história da Aldeia Kaingang Por Fi Ga

3 de abril de 2024 - 17:05

O artista conhecido como Xamã foi contratado pela Prefeitura de São Leopoldo, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), para criar uma obra de arte em grafite com extensão de 150 metros na parede do dique do Rio dos Sinos. A arte contará a história da lenda que dá identidade à Aldeia Kaingang Por Fi Ga, em um projeto que há muito tempo tem sido planejado.

O grafite será visível pela entrada do Centro pela ponte da avenida Caxias do Sul e tem a ideia inicial criada e produzida pelo artista visual Xamã. Nas próximas etapas, outros artistas locais serão convidados a expressar a sua arte na extensão do dique. O contrato foi firmado após acertos finais sobre o conteúdo e o trabalho terá início em breve.

O secretário do Meio Ambiente, Anderson Etter, falou sobre o envolvimento de mais artistas na produção da arte. “Neste primeiro momento o artista Xamã foi o artista convidado para realizar o planejamento da arte, porém outros artistas locais também serão chamados para expor a sua arte, representando a história do nosso território com os seus povos diversificados, com a representação da história de São Leopoldo e região. Temos o propósito de fazer com que esse paredão cinza do dique se torne uma tela que representa a história da nossa cidade e região”, explicou Etter.

“A ideia é contar a história do povo originário da tribo Kaingang, com muitos pássaros, que são animais muito envolvidos na cultura dessa tribo. A ideia para o fundo é uma linha de horizonte destacando o vale, com a paisagem desbotada para dar mais contraste para os personagens. Os personagens serão bem vetorizados, com traços fortes e grossos, e muita cor”, explicou Xamã.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo