Operação Fallacia cumpre 24 medidas cautelares referentes a grupo criminoso responsável por golpe dos nudes

25 de março de 2024 - 10:53

Nesta segunda-feira (25), a Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Informáticos e Defraudações (DRCID/Deic), deflagrou a Operação Fallacia, que visa o cumprimento de 24 ordens judiciais em Sapucaia do Sul, Montenegro e Santa Vitória do Palmar. Dentre as ordens judiciais, estão nove mandados de busca e apreensão, nove medidas cautelares diversas da prisão e uma de bloqueio de valores em desfavor de indivíduos investigados por integrar grupo criminoso vinculado responsável por extorsões na modalidade “golpe dos nudes”.

As investigações tiveram início em maio de 2023, quando a Polícia Civil do Estado de Goiás forneceu documentação relativa a um suicídio em que um homem teria sido vítima de extorsões, sofrendo prejuízo de mais de 50 mil reais. Ao não suportar mais as extorsões e ameaças do grupo, acabou por ceifar a própria vida em Caiapônia/GO.

A partir de diligências levadas a efeito pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Informáticos e Defraudações (DRCID), foi possível localizar ao menos nove suspeitos de terem participado direta ou indiretamente do crime. Além disso, conforme as investigações, o grupo movimentou pelo menos 200 mil reais, possivelmente através de crimes de mesma espécie e envolvendo vítimas em todo o país.

Segundo as informações coletadas, um dos investigados, que é ligado a uma facção criminosa do Vale dos Sinos, teria recebido a maior parte dos valores oriundos dos crimes quando ainda era foragido do sistema prisional gaúcho, tendo utilizado as contas bancárias e os demais suspeitos a fim de macular a real origem dos ativos. Na ação de hoje, foram bloqueados valores em contas de todos os suspeitos e apreendidos, além de aparelhos eletrônicos que possam comprovar a participação dos indivíduos em atividades criminosas, bens e valores de origem ilícita.

WhatsApp Image 2024 03 25 at 06 51 30 (1)
Cumprimento de ordens judiciais
Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo