De serpente venenosa à cobra cipó nas ações do Grupamento Ambiental da GCM

7 de fevereiro de 2024 - 17:44
Por Sônia Bettinelli

Animais silvestres, gatos, cães, corujas, serpentes venenosas como a jararaca, coral verdadeira, cruzeira, são algumas das espécies resgatadas nas mais variadas situações pelo  Grupamento de Defesa Ambiental (GDA), da  Guarda Civil Municipal de São Leopoldo (GCM).

Ontem (6), por exemplo, os guardas Ferreira e Rigoli resgataram uma visita “indesejada” na casa da Maria do Carmo da Costa, na Vila Tereza, uma cobra cipó (Chironius bicarinatus). Pelas redes sociais, Maria do Carmo agradeceu.

A cobra cipó (Chironius bicarinatus) é muito agitada e geralmente foge no momento em é vista. Pode morder, porém não é considerada peçonhenta. Possui uma coloração verde que se confunde muito com o ambiente, principalmente por passar a maior parte do tempo nas árvores e arbustos. Atinge cerca de 1,20m, e é uma cobra fina e ágil. Alimenta-se de pequenos anfíbios, como pererecas.

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo