DO TECNOSINOS PARA O MUNDO: 1º teste rápido para medir coagulação do sangue está sendo produzido pela startup Biosens

30 de janeiro de 2024 - 15:39
Por Sônia Bettinelli

O primeiro teste rápido portátil  para medir a coagulação do sangue –  previsto para entrar no mercado até o início de 2025  – terá a marca de São Leopoldo, precisamente da start Biosens instalada no Tecnosinos e com DNA Susana Kakuta. O  point-of-care  ( teste próximo ao paciente ou ao lado da cama)  está na fase final e deve ser enviado para a Anvisa no segundo semestre do ano. “Num prazo otimista a homologação poderá sair no final deste ano ou início de 2025”, disse Susana Kakuta, sócia da startup Biosens no Berlinda News Entrevista desta terça-feira (30). Susana esteve à frente do Tecnosinos por muitos anos, passou pelo Badesul e hoje também no Prado Tech, em Gravataí. “Hoje aqui para falar do meu negócio”, disse.

Tecnologia para redução de tempo e custo da saúde

“Hoje a tecnologia representa um instrumento para  longevidade, redução das taxas de mortalidade,  mas a tecnologia hoje tem um papel importante na redução do custo de saúde. A pandemia mostrou a  importância de um sistema nacional integrado e hoje temos carteirinha digital de vacinação. Nosso propósito é melhorar o atendimento ao paciente com redução de tempo para a resposta nos testes clínicos menos invasivos. E o melhor exemplo vem do fim da pandemia com o teste rápido nas farmácias, isso é o point-of-care . O teste de gravidez é o mais antigo. Nosso primeiro produto é o teste  que vai medir p tempo da coagulação do sangue. A melhor analogia é o teste de glicose, quando faz a punção na ponta do dedo.”

90 milhões de teste por ano

“Na fase inicial desse teste de coagulação nós participamos de um projeto de inovação dentro do SUS e nosso projeto final é levar para o atendimento público porque está ai um mercado extremamente relevante. Esse teste funciona na descentralização do atendimento, por exemplo, em uma cidade no interior. sem estrutura de laboratório. No Brasil são 90 milhões de teste de coagulação por ano. Claro que queremos internacionalizar.”

16 pessoas

“Somos 16 pessoas na Biosens entre  doutores, técnicos, professores. Temos três técnicos do Liberato que ampliaram o conhecimento para aplicar no produto, nosso primeiro produto que é o teste de coagulação. Temos o lactato que é para medir o desgaste de músculo que resulta em câimbra. Nesse caso é possível aplicar em atletas. Ainda teste rápido para sífilis e Atrofia Muscular Espinhal, (AME) e seps”.

Finep, investidores e capital próprio

“A Biosens se mantém  com um pouco de capital próprio dos sócios, mas a grande parcela vem de outras duas origens: fontes de fomento projetos de pesquisa e inovação tecnológica, vários projetos Finep, governo do Estado, Unisinos que nos mantém no instituto de semicondutores. Já estamos finalizando uma nova rodada de investidores.”

Ouça o programa completo

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo