PROGRAMA ASSISTIR: Prefeito de Sapucaia do Sul diz que município perderá R$ 3 milhões por mês

29 de janeiro de 2024 - 13:25
Por Sônia Bettinelli e Juliano Palinha

Os prefeitos da região metropolitana que integram a Granpal estão aguardando anúncio do governador Eduardo Leite, nesta segunda-feira (29), entre 16 e 17 horas, sobre incremento do Programa Assistir para hospitais.

No Berlinda News Entrevista desta segunda o prefeito de Sapucaia do Sul, Volmir Rodrigues, falou em caos na região caso a distribuição de recursos do Estado não seja alterada. “Sapucaia perderá cerca de R$ 3 milhões do repasse mensal de R$ 5 milhões. Sapucaia, São Leopoldo, Esteio, Canoas e Porto Alegre são atingidas. O prefeito Sebastião Melo, de Porto Alegre, falou em deixar de atender moradores de outras cidades no HPS que é referência para queimados”, disse Volmir.

O prefeito adianta que o Centro Obstétrico e a pediatria da Fundação Getúlio Vargas não atenderá mais pessoas de fora do município, só moradores sapucaiense. “Por exemplo, esse dias cheguei no hospital e havia quatro pessoas de Cachoeirinha, duas de Alvora e uma de São Leopoldo, nenhuma de Sapucaia. Então essas pessoas terão que procurar seus municípios de origem. Só que o seguinte, Alvorada e Cachoeirinha estão com esses setores fechados, porque não dá lucro “, afirmou.

Volmir Rodrigues também lembrou que os leitos de UTI começaram a reservar espaços apenas para moradores de Sapucaia do Sul, caso o governador mantenha a decisão dos cortes.

Na semana passada, após reunião da Granpal, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi (PT) adiantou que haverá corte de serviços para moradores da região e de São Leopoldo.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo