Revogação de decreto indica que a Câmara de Vereadores de São Leopoldo não mudará de endereço

18 de janeiro de 2024 - 21:23
Por Sônia Bettinelli

A primeira votação do ano dos vereadores de São Leopoldo tratou de um problema antigo e polêmico que é a mudança da Câmara de Vereadores de São Leopoldo por conta da precariedade física do prédio histórico de propriedade do IAPS, na praça do Imigrante. Em sessão extraordinária na tarde de hoje (18), o decreto legislativo de setembro de 2023, que autorizava mudança para a rua  Rua Assembleia Provincial, nº 102, esquina com Rua Dr. Hillebrand, bairro Rio dos Sinos, foi revogado por sete (7) votos favoráveis e seis (6) contra. O desempate foi com o voto da presidente Iara Cardoso (PDT).

A revogação ainda não significa o fim da mudança  de endereço porque já existe um contrato de locação do imóvel no antigo prédio da Borbonite, um condomínio de empresas. Se não é o fim, a revogação é a primeira etapa. Amanhã (19) a presidente Iara  Cardoso vais e reunir com a empresa proprietária do imóvel para uma conversa em relação à cláusulas contratuais e o custo da reforma de mais de R$ 2,2 milhões, dinheiro público investido em imóvel  privado e sem desconto do valor no aluguel.

O que diz Iara Cardoso (PDT)

“A revogação do decreto foi para corrigir um fato sério que na prática seria o Legislativo pagar dois alugueis simultaneamente, aqui e no Rio do Sinos, são dois contratos e não estamos fechando portas para a empresa. Se o IAPS fizer as reformas que nós precisamos e que a lei determina,  enxergo isso como uma saída inteligente principalmente se o IAPS aportar os recursos na ordem de R$ 900 mil.”

O que diz a vereadora Ana Affonso (PT)

“Nossa dúvida é se iremos para o prédio no Rio do Sinos. Ficar aqui não é uma saída inteligente porque esse prédio não tem mais condições. Eu disse para a vereadora Iara a minha avaliação e da bancada do PT, que nos últimos três anos nós contamos com a sorte e a graça de Deus para não ter ocorrido nada de grave. Não é mais praticável ficar nesse prédio. Bate um desânimo quando se pensa em reconsiderar e ficar aqui. Quero pedir que os esforços permaneçam para uma saída inteligente.”

Favoráveis à revogação

Iara Cardoso – PDT

Brasil Oliveira – PSD

Marcelo França – Cidadania

Adão Rambor (PDT)

Tarzan (Repúblicanos )

Falcão (MDB)

Hitler Pederssetti (UB)

Contra a revogação

Ana Affonso (PT)

Lemos (PSB)

Dentinho (PTB)

Dinho (PT)

Jussara Lanfermann (PT)

Fabiano Haubert (PDT)

Saiba mais

O processo de mudança de endereço e contrato de aluguel foram feitos em 2023 quando o vereador Marcelo Dentinho (PTB) era o presidente da Casa. Tudo passou pelo plenário e teve aprovação unânime dos vereadores. O passo seguinte foi a licitação para contratação de empresa para a reforma e adequação do prédio locado, orçado em cerca de R$ 2,3 milhões.

Na sessão desta tarde (18) as vereadoras Ana Affonso e Iara Cardoso se posicionaram como está acima, enquanto os vereadores Jeferson Falcão (MDB), Hitler Pederssetti e Marcelo França (Cidadania) pediram mais esclarecimentos à presidente Iara. O vereador Marcelo Dentinho não se manifestou.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo