Educação digital em pauta em reunião entre prefeito Vanazzi e empresa de tecnologia

16 de janeiro de 2024 - 06:30

O prefeito Ary Vanazzi recebeu em seu gabineteb o diretor comercial da empresa Britannica Education, Márcio Canto, que apresentou um projeto de implementação dos serviços da empresa na rede municipal de ensino de São Leopoldo. Junto dele, o cônsul honorário do Reino Unido em Porto Alegre, Ricardo Sondermann, participou da reunião. Também estiveram presentes o titular da Secretaria Municipal de Educação (Smed), professor Ricardo Luz; a assessora de relações intersetoriais da Smed, Renata de Matos; o assessor pedagógico da Smed, Ederson dos Santos e o adjunto da Secretaria Municipal de Cultura e Relações Internacionais (Secult), Jari da Rocha.

Vanazzi falou sobre a importância de se ter uma educação com foco na inovação. “Hoje nós temos na cidade uma demanda de empregos muito grande na área da inovação, especialmente por conta do Tecnosinos. O problema é que a maioria das vagas dessas empresas estão sendo ocupadas por pessoas de fora da cidade. Nós queremos preparar os nossos jovens para que eles possam trabalhar nesse mercado amplo que temos aqui”, destacou.

A ideia da Britannica Education, segundo Márcio Canto, é facilitar a migração para a educação digital nas escolas públicas municipais. O diretor enfatizou que houve um aumento astronômico no investimento em recursos tecnológicos nas escolas desde o início da pandemia, dada a necessidade da utilização dessas ferramentas por conta do distanciamento. A partir disso, a volta ao modelo presencial passou por alterações e por uma integração com a infraestrutura tecnológica, acelerando um processo que demoraria muito mais tempo, e que precisa de uma adaptação igualmente rápida por parte da gestão pública.

Márcio também destacou a eficiência de São Leopoldo nessa adaptação. “Tenho viajado por muitos lugares do Brasil para analisar e apresentar nosso projeto, e nem em municípios de São Paulo nós encontramos avanços tecnológicos tão grandes como aqui”, elogiou.

O secretário Ricardo Luz comentou sobre o tema, citando como exemplo as telas interativas. “Nós vimos exemplos de outros municípios que instalaram esse sistema, mas com uma tela por escola, ou uma para várias turmas. Aqui nós insistimos para que houvesse uma quantidade satisfatória, em que todos os professores pudessem contar com o recurso, porque isso sim gera uma cultura digital, com a integração de todos nesse processo. O desafio agora, portanto, é facilitar o uso dessas ferramentas”, frisou.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo