Secretarias avaliam prejuízos e articulam ações para recuperar escolas atingidas por enchentes

8 de setembro de 2023 - 18:18

A secretária em exercício da Educação, Stefanie Eskereski, e a secretária de Obras Públicas, Izabel Matte, estiveram, nesta sexta-feira (8/9), nos municípios de Estrela, Lajeado e Roca Sales, no Vale do Taquari, para avaliar a situação das escolas estaduais após os temporais que atingiram o Estado. A área é de abrangência da 3ª Coordenadoria Regional de Educação e da 3ª Coordenadoria de Obras Públicas.

Acompanhadas de equipes das subsecretarias de Infraestrutura e Serviços, Desenvolvimento da Educação – ambas da Secretaria da Educação (Seduc) – e Obras Escolares – da Secretaria de Obras Públicas (SOP) –, Stefanie e Izabel vistoriaram instituições e conversaram com diretores e outros representantes da comunidade escolar.

Pela manhã, visitaram a Escola Padre Fernando, em Roca Sales, cujo prédio foi invadido pelas águas. O ginásio, o pátio e as áreas anexas ficaram destruídos. A partir da vistoria, os técnicos vão trabalhar na avaliação estrutural e na agilização dos projetos para a recuperação do estabelecimento de ensino, que tem 284 alunos.

Mutirão realizado na Escola Estadual Fernandes Vieira, em Lajeado – Foto: Gustavo Perez/Ascom Seduc

No turno da tarde, as secretárias estiveram em Lajeado, na Escola Estadual Fernandes Vieira (331 estudantes). Em seguida, em Estrela, visitaram a Escola Moinhos (159 alunos). Em ambas, os danos estão relacionados à perda de material escolar, mobiliário, documentação, material pedagógico e computadores. Nelas, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) atuará com mão de obra prisional para auxiliar na limpeza, assim como na Escola Mariante (em Venâncio Aires) e na General Souza Doca (em Muçum).

Desde terça-feira (5/9), as pastas monitoram a situação nas escolas. Até o momento, são contabilizadas 110 instituições atingidas em 60 municípios – sendo que, em 41 delas, há algum tipo de dano estrutural apontado. Para Stefanie, o momento é de acolhimento dos professores e estudantes que foram afetados pelas chuvas. “Estamos trabalhando muito, e lado a lado, para a recuperação das escolas e a retomada gradual das atividades”, garante.

Segundo Izabel, o governo do Estado irá apoiar cada etapa da reconstrução das escolas e dos demais prédios públicos do Rio Grande do Sul. A secretária afirma ainda que técnicos de Porto Alegre auxiliarão as coordenadorias para dar mais agilidade nas etapas. “Queremos que as comunidades voltem a contar com ambientes adequados”, ressalta.

Solidariedade

Desde a última quarta-feira (6/9), a rede de solidariedade formada no Estado chegou às 30 coordenadorias regionais de educação espalhadas pelo Rio Grande do Sul. Há postos de coletas de alimentos não perecíveis, roupas, agasalhos, além de água potável e material escolar em diversos locais.

Apoio emocional

A partir da próxima segunda-feira (11/9), equipes do Núcleo de Cuidado e Bem-Estar Escolar, em articulação com as equipes das redes municipais de assistência social dos municípios atingidos, realizarão atividades junto às comunidades escolares. Psicólogos e assistentes sociais, além de assessores do Programa Saúde na Escola (PSE) na Seduc atuarão junto a essas equipes locais na realização de Círculos de Construção de Paz, com momentos de escuta e acolhimento.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo