São Leopoldo chega a 45 casos e dobra o número de pessoas positivas com dengue em uma semana

10 de junho de 2023 - 08:30
Por Juliano Palinha

É preciso aumentar os cuidados com o inseto transmissor da dengue em São Leopoldo. Em uma semana, o município dobrou o número de casos positivos. Passou de 22 na última sexta-feira (2), para 45 confirmados, segundo o Painel da Dengue atualizado do Estado. O município tem 516 notificações e 109 estão sobre investigação.

Felizmente não há registro de óbitos na cidade, como ocorreu em 2022 que tivemos quatro, mas no Estado já são 44 mortes por causa da doença e 21.170 casos positivos.

Ainda de acordo com o Painel da Dengue, 45 pessoas estão hospitalizadas no RS. São 40 adultos, 11 deles em leitos de UTI, e cinco crianças.

ALERTA EM SÃO LEOPOLDO

Na semana passada a Prefeitura de São Leopoldo emitiu um alerta diante do aumento progressivo de casos de dengue, especialmente para a população colaborar de forma mais efetiva nas medidas de enfrentamento e combate ao mosquito, bem como, ampliou as ações de cuidados nas localidades onde há suspeita e casos confirmados. Durante a semana, os agentes de endemias direcionaram as ações nos bairros onde existem casos positivos e suspeitos.

Para evitar a proliferação, os agentes procuram identificar locais com água parada e larvas. As larvas encontradas são coletadas e trazidas para o laboratório de entomologia para identificação.

Fique atento aos sintomas

  • Os principais sintomas de dengue são dor de cabeça e febre alta, dor atrás dos olhos, dor muscular, dor nas articulações, apresentar manchas vermelhas na pele, erupções na pele, náuseas, vômitos. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsad), orienta que a população que apresente esses sintomas procure uma unidade de saúde mais perto da sua casa.

    Cuidados indicados para evitar o mosquito:

    – Tampar tonéis e caixas d’águas e manter a água de piscinas sempre tratadas;

    – Manter as calhas de escoamento sempre limpas;

    – Não deixar água da chuva acumulada;

    – Deixar garrafas viradas com a boca para baixo;

    – Preencha pratos de vasos de plantas com areia;

    – Atenção com bromélias, babosa e outras plantas que acumulam água;

    – Manter limpos os potes de água para animais;

    – Guarde pneus em local coberto ou fure-os para não acumular água.

Denúncia: Informações e denúncias de piscina com água suja, água parada e alguma suspeita proliferação da dengue o canal de registro é pelo telefone 156 da Ouvidoria Municipal.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo