Semana do Meio Ambiente em São Leopoldo encerra com expedição nas nascentes do Rio dos Sinos

7 de junho de 2023 - 10:43

Cascatas e cursos d’água com água cristalina e pura, em meio à mata nativa e natureza exuberante. Neste cenário que nasce o Rio dos Sinos, um dos principais rios do Rio Grande do Sul. As nascentes estão localizadas na cidade de Caraá, no Litoral Norte do Estado. Na terça-feira (6), ocorreu uma expedição ao local, coordenada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam) que encerrou as atividades da Semana do Meio Ambiente de São Leopoldo.

A jornada contou com a participação do titular da pasta, Anderson Etter, da presidenta do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos), Viviane Feijó, de integrantes do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema) e do Fórum dos Arroios.

Etter apontou que a Semana do Meio Ambiente foi pensada para ampliar na sociedade as pautas que tratam da preservação do patrimônio natural. “Nosso governo tem como estratégia um conjunto de ações que trata da defesa do meio ambiente e em especial o Rio dos Sinos. Verificar o antagonismo da situação do rio em sua nascente e na área que cruza nossa cidade é uma forma de chamar atenção para o uso da água. A Lei 9.433 de 1997, que institui a Política Nacional de Recursos Hídricos, diz que a água deve ter prioritariamente dois fins: atender o consumo humano e saciar a sede de animais. Então precisamos assegurar água de boa qualidade à atual e às futuras gerações. Projetos como os desenvolvidos em São Leopoldo que envolvem o cadastramento e monitoramento de nascentes e arroios têm garantido a conservação dos mananciais locais”, afirmou.

Já a presidenta do Comitesinos, Viviane Feijó, destacou que em períodos de estiagem, como vem ocorrendo nos últimos três anos, a demanda por água é muito próxima da disponibilidade. “O Comitesinos vem tomando medidas para garantir água para todos usuários e o abastecimento humano na bacia hidrográfica. O aumento do índice de tratamento de esgotos é um dos principais desafios, assim como a preservação da bacia, de suas nascentes, de seus banhados e de suas matas ciliares”, frisou.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo