Semae recebe certificado de energia renovável

17 de maio de 2023 - 18:50

O Serviço Municipal de Água e Esgoto de São Leopoldo (Semae) recebeu nesta quarta-feira (17) o certificado de energia renovável da empresa Eletric por fazer uso desse modelo de energia desde dezembro de 2022. O evento ocorreu na Prefeitura Municipal e contou com a presença do diretor-geral do Semae, Geison Freitas, do prefeito Ary Vanazzi e de representantes da autarquia e da Eletric.

Nos primeiros seis meses de migração para a energia renovável, o Semae apresentou redução de 17 654 tCO2, equivalentes 1 de emissões de gases de efeito estufa, reforçando seu compromisso com uma matriz energética mais limpa e sustentável. Além disso, operando com 50% do total da energia por fontes renováveis, a autarquia teve uma economia de R$ 382.419,00. Atualmente, a Elevatória de Água Bruta (EAB), onde ocorre a captação da água do Rio dos Sinos, e a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vicentina migraram para o modelo.

A partir de junho, o Semae pretende iniciar o processo para ter 80% de sua energia por fontes renováveis. Com a migração da Elevatória de Água Tratada (EAT) Campina, Estação de Tratamento de Água Imperatriz Leopoldina (ETA-2), ETA São José (ETA-1) e a Casa de Bombas João Corrêa, os técnicos da autarquia projetam uma economia de R$ 8,9 milhões até 2026.

O diretor-geral do Semae, Geison Freitas, comemora a certificação e também relembra que a compra de energia renovável ocorreu por meio do Mercado Livre de Energia, com assessoria da Eletric, sem necessidade de utilizar dinheiro público. “Hoje é um dia bastante importante para nós, pois estamos apresentando os dados iniciais de uma migração de modelo de energia de apenas duas de seis unidades que iremos concretizar. Temos uma projeção de economia de R$ 1 milhão ainda esse ano e quase R$ 9 milhões nos próximos quatro anos”, ressalta o diretor.

O prefeito Ary Vanazzi reforça que desde o início do governo a questão das energias sustentáveis e renováveis é um tópico central da gestão. “É um tema na nossa política e na nossa visão de mundo. Estamos numa cidade que tem 104km² em que 22% é de área verde”, aponta. Além de parabenizar a empresa Eletric e o Semae, Vanazzi projeta o futuro das energias de São Leopoldo: “se a autarquia seguir obtendo esses resultados positivos, podemos avançar para outros setores do serviço público fazendo uso de energia renovável”.

Para o diretor de Planejamento do Semae, Vicente Jaeger Fonseca, a migração do tipo de energia da autarquia se mostrou necessária pela economia gerada. “A unidade que dá mais economia é a EAB, que está nesse novo modelo desde dezembro, pois antes ela nos trazia um consumo muito elevado de energia elétrica”. Fonseca ainda ressalta que a perspectiva é seguir migrando o modelo para outras unidades e aumentar o uso de placas solares nas estruturas do Semae.

Parceria com a empresa Eletric

O gestor de Novos Negócios da Eletric, Vinicius Luz, explica o papel da empresa no uso de energia renovável no Semae. “A Eletric é uma empresa de consultoria de gestão de energia e está há 38 anos no mercado. Atendemos grandes consumidores com o propósito de levar economia, oportunidades e soluções para reduzir o custo com energia. Uma das principais formas é pelo Mercado Livre de Energia, em que há uma oportunidade de economizar até 40% sem a necessidade de grandes investimentos”.

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo