Primeiro laboratório da co.liga no RS é inaugurado na Universidade Feevale

24 de abril de 2023 - 17:13

O Rio Grande do Sul passa a contar, a partir desta quinta-feira, 20, com o seu primeiro laboratório da escola digital co.liga. Foi inaugurado, na Cidade dos Contêineres, localizada no Câmpus II da Universidade Feevale, o espaço que será a sede do laboratório e que oferecerá, aos estudantes coligados, acompanhamento da equipe pedagógica da Instituição e módulos específicos para cada curso. A iniciativa é uma parceria entre a Instituição, a Fundação Roberto Marinho e a Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI).

A co.liga é uma escola virtual de economia criativa, iniciativa da Organização de Estados Ibero-Americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura no Brasil (OEI) com a Fundação Roberto Marinho, que oferece diversos cursos gratuitos online e oportunidades de trabalho. Atualmente, são 38 cursos nas categorias de Artes Visuais, Design, Multimídia, Música, Patrimônio Cultural e Temas Transversais que dialogam com outros segmentos da Economia Criativa. A proposta do novo laboratório é, além de oferecer suporte aos estudantes coligados, promover novas trilhas de formação a partir de áreas de expertise na Universidade, como Jogos Digitais, Turismo e Indústria Criativa, por exemplo.

A professora Vânia Bessi, coordenadora do curso de Administração e professora do mestrado em Indústria Criativa, da Universidade, explica que o espaço estará aberto e será utilizado de acordo com as demandas dos estudantes matriculados na co.liga. “Além disso, queremos sensibilizar a juventude da Feevale a aderir à co.liga para se aprimorar profissionalmente, ampliando suas habilidades e tornando o seu currículo ainda mais atraente para o mercado. Faremos uma parceria com os projetos sociais da Universidade, para ampliar as possibilidades de qualificação para esse público”, afirmou. Primeiramente, por exemplo, cursos da co.liga serão integrados às formações oferecidas aos jovens atendidos pelo projeto social Jovem Aprendiz Feevale.

Para o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão, Fernando Spilki, a parceria com a co.liga é fundamental para promover o ensino a um público que, ainda, necessita muito de formação. “É mais uma oportunidade de a Universidade se aproximar da comunidade, a partir de uma parceria que nos dá muito orgulho”, revelou. Já o diretor do Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Feevale, Luis Henrique Rauber, afirmou que há várias possibilidades de cooperação na construção de conteúdos, como nas áreas de Turismo, Hospitalidade, Gestão e, até mesmo, na Saúde. “Como o ensino, hoje, é inter e transdisciplinar, podemos perceber oportunidades em diferentes cursos, podendo proporcionar atividades integradas”, disse.

“Na OEI, trabalhamos muito a transversalidade entre direitos humanos, segurança, valor e cidadania e, nesse sentido, a escola digital é uma grande oportunidade de atingirmos públicos de várias regiões do país a que não temos acesso. Podemos aproximar, também, a Feevale de outras ações da OEI, tanto na formação de professores, quanto de primeira infância e de bilinguismo, por exemplo”, ressaltou Telma Teixeira da Silva, gerente de Projetos da OEI.

Objetivo é atingir mais jovens

A escola reúne mais de 25 mil alunos matriculados, já tendo emitido mais de seis mil certificados desde o seu lançamento, em dezembro de 2022. A co.liga já se consolidou como um canal de formação profissional e inclusão produtiva para juventudes, especialmente das classes C, D e E. Ela está presente em 26 Estados, no Distrito Federal, em sete países (Espanha, Portugal, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Angola, Moçambique e EUA) e conta agora com 13 laboratórios distribuídos pelo Brasil, em parceria com organizações locais.

No Rio Grande do Sul, a co.liga possui 954 matriculados. Com o laboratório, ela torna-se ainda mais atraente para os jovens de Novo Hamburgo. “É mais uma oportunidade que oferecemos às juventudes que buscam canais gratuitos de formação, com uma linguagem atrativa, conteúdo de qualidade e alinhado às necessidades do mercado de trabalho na área da economia criativa. É um orgulho enorme iniciarmos esse trabalho com a Universidade, e nosso objetivo é levar nossas metodologias e as metodologias construídas em conjunto com a Feevale para, cada vez, mais jovens”, reforça Fabiana Cecy, coordenadora da co.liga na Fundação Roberto Marinho.

Como participar

Pessoas do Rio Grande do Sul terão, no laboratório da Universidade Feevale, um ponto de referência para as formações, além de acompanhamento pedagógico dos professores da Instituição. As inscrições para as trilhas, gratuitas e abertas a jovens a partir de 16 anos, podem ser feitas na plataforma da co.liga (https://coliga.digital) e mais informações podem ser obtidas pelo e-mail administracao@feevale.br.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo