MP e BM de São Leopoldo realizam audiência para falar de segurança nas escolas

18 de abril de 2023 - 08:20

A segurança nas escolas seguem na pauta em São Leopoldo. Ontem o Ministério Público e o 25º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de São Leopoldo realizaram um audiência pública para falar sobre o tema. Os titulares das secretarias municipais de Educação (Smed), Ricardo da Luz, e de Segurança Pública e Defesa Comunitária (Semusp), Giselda Matheus, participaram do evento que ocorreu no auditório do MP. No encontro participaram também equipes diretivas de escolas municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental. 

Os integrantes dos órgãos de segurança pública e do Governo Municipal destacaram que há articulação dos núcleos de inteligência da Polícia Civil e da Polícia Militar para averiguar situações de possíveis ameaças em instituições de ensino, além da realização de orientação à população sobre como proceder em casos de possíveis atos de violência.

A Promotora Regional de Educação, Carla Adami, disse que é preciso evitar o pânico e histeria coletiva. “A escola é um ambiente para construir relações sociais. Mães, pais e responsáveis devem ficar atentos em casa também. Não se pode deixar que conteúdos de intolerância sejam disseminados entre crianças e adolescentes. A cultura de paz é dever da família. Estamos atuando de forma muito efetiva na inteligência policial com olhares bem atentos para o ambiente escolar.

A capitã da BM, Bibiana Menezes, comentou sobre a situação e disse que o melhor caminho para a questão é a prevenção e não a repressão. “A escola precisa ser um ambiente de acolhida e não de repressão. Identificar as fragilidades de segurança e evitar que pessoas estranhas acessem as escolas. A comunidade escolar precisa se unir e auxiliar as escolas e as forças de segurança”, pontuou.

A titular da Semusp, Giselda Matheus, falou que o momento é de ter tranquilidade e que as pessoas acompanhem os canais de divulgação da prefeitura e não se baseiem com notícias de fontes duvidosas. “Nós ampliamos a Ronda Escolar e todo o efetivo está direcionado para essa ação. Estamos em contato direto com a Brigada Militar, a Polícia Civil e a Secretaria de Educação. Por outro lado, a Prefeitura de São Leopoldo alerta para o cuidado com notícias falsas e compartilhamento nas redes sociais e no WhatsApp. Para sempre verificar as informações em canais oficiais, ou sites confiáveis de notícias. E principalmente não replicar nenhuma mensagem de teor duvidoso”, enfatizou.

Já o secretário, Ricardo da Luz, orientou que as equipes diretivas devem acionar imediatamente, e em primeiro lugar, a Guarda para informações sobre mensagens, informações e ameaças recebidas pelo WhatsApp ou pelas redes sociais. “É fundamental que os órgãos de segurança sejam acionados para investigação e também para esclarecer nos casos de boatos já analisados. Também foi estabelecido que cada escola tem autonomia para organizar a rotina de entrada e saída das crianças e adolescentes, tendo a orientação da secretaria de reduzir a entrada de pais e responsáveis (adultos) nos espaços. Áudios e textos sem identificação ou fonte, geralmente são produzidos para causar insegurança, então é necessário manter atenção com esses boatos”, afirmou.

Também esteve presente a assessora de Assuntos Intersetoriais da Smed, Renata de Matos.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo