Professora que ajudou a socorrer crianças após ataque a creche em Blumenau sofre infarto

9 de abril de 2023 - 16:20

Uma professora de 60 anos que ajudou a socorrer crianças durante o ataque a creche de Blumenau, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, teve um infarto e precisou passar por um cateterismo. Ela teve alta do hospital no sábado (8), informou a própria unidade de ensino.

De acordo com a assessora jurídica da unidade, Patricia Kasburg, a situação ocorreu após o ataque, ocorrido na quarta-feira (5), quando um homem entrou na creche e matou quatro crianças com uma machadinha. “Ela não tinha problemas cardíacos”, informou.

A professora passou mal na noite após o atentado. Segundo nota da creche, ela passou por diversos exames, quem apontaram que ela teve um infarto agudo do miocárdio.

A conclusão médica é que o infarto ocorreu provavelmente por causa da descarga de adrenalina que ocorreu com a paciente pelo trauma emocional de ter presenciado a tragédia.

Após ter alta, ainda conforme a nota, ela recebeu uma receita com medicações e encaminhamento para manter o tratamento.

Sem aulas na próxima semana
A Prefeitura de Blumenau anunciou a antecipação de férias escolares na rede municipal de ensino. Com isso, não haverá aula na próxima semana.

O objetivo é contratar segurança privada para as escolas e creches do município. As férias de uma semana começam nesta segunda-feira (10). As aulas retornam em 17 de abril.

A Secretaria de Estado da Educação informou ao g1 que as aulas na rede estadual de ensino em Blumenau estão mantidas na próxima semana. O Sindicato das Escolas Particulares de Santa Catarina afirmou que as aulas na rede particular também estão mantidas.

Outras medidas, como a implantação de 125 câmeras nas escolas do município, já haviam sido anunciadas pela prefeitura após o ataque à creche.

Por G1

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo