PF apreende joias e carro de luxo em operação contra ataque a Senador Sérgio Moro

22 de março de 2023 - 17:47

A Operação Sequaz, deflagrada nesta quarta-feira (22/3) pela Polícia Federal contra integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), apreendeu joias, itens de ouro, carros de luxo e dinheiro. Nove pessoas já foram presas e duas seguem foragidas. A fação criminosa estaria planejando ataques simultâneos a autoridades, como o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) e o procurador Lincoln Gakiya.

A PF encontrou na casa dos suspeitos uma moto e um carro da marca BMW, avaliados em R$ 520 mil, um cofre, com diversos maços de dinheiro, em notas de R$ 50, relógios de luxo e colares de ouro.

Os ataques aconteceriam em quatro estados, além do Distrito Federal. Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, Moro e Gakiya eram alguns dos alvos, que envolviam, ainda, autoridades do sistema prisional e polícias de diversos estados. O ministro revelou que não tem a precisão de quantas seriam as vítimas.

As investigações apontaram que a motivação de um ataque a Moro seria por mudanças no regime de visitas em presídios implementados durante seu tempo à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Já o promotor Gakiya, que integra o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), em Presidente Prudente, interior de São Paulo, teria gerado insatisfação quando ele solicitou a transferência do líder da facção, Marcola, da Penitenciária 2 de Presidente Venceslau para uma unidade federal, em 2018.

 

Fonte: Correio Braziliense

 

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo