Rio Grande do Sul está entre os estados que mais atingiram as metas climáticas no país

17 de março de 2023 - 09:01

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), o Rio Grande do Sul está entre os estados que atingiram maior pontuação no país em relação às metas climáticas. O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (16/3), na semana em que se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas.

“O resultado reforça o comprometimento do Estado com os compromissos climáticos assumidos. Nosso objetivo é melhorar cada vez mais os resultados, a fim de que nos tornemos um exemplo para o país e possamos construir um mundo melhor para as futuras gerações”, destaca a secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura, Marjorie Kauffmann.

Os dados são acompanhados por meio de uma ferramenta, chamada Roadmap da Carta da Abema pelo Clima. Desenvolvida pela Câmara Técnica do Clima da Abema, é utilizada para o monitoramento dos compromissos climáticos estaduais.

O Roadmap constitui um roteiro de ações e etapas para mensurar e orientar o avanço dos estados nos 17 compromissos da Carta da Abema. Ele permite que os estados conheçam suas potencialidades e gargalos nos diferentes setores da agenda climática, e contribui para a troca de conhecimento e para colaboração entre os governos estaduais.

Segundo a assessora da Sema, Isa Osterkamp, o alinhamento entre os estados “é fundamental para que todos saibam o que cada ente federativo está fazendo e qual a direção da Abema e do país na questão das mudanças climáticas. Na Câmara Técnica do Clima é possível ter conhecimento das diretrizes e dos caminhos a serem seguidos para se cumprir as metas acordadas”.

O monitoramento define cinco estágios de maturidade climática dos estados. O marco zero é o Inicial, em que ainda não há nenhum trabalho em relação ao clima; o Iniciar é uma preparação, com levantamento de dados ou diagnóstico; o Consolidar é a fase de definição de estratégias de atuação e de tarefas; o Decolar é a execução da atividade principal proposta, já o Exemplar é o passo final, com resultados tangíveis.

O Rio Grande do Sul, de acordo com o relatório, está no quarto estágio, o Decolar, junto a outros nove estados.

“No contexto desafiador da vulnerabilidade climática, o Estado prevê ações concretas de adaptação e mitigação por diversos mecanismos, protocolos e acordos existentes, tais como a elaboração de um Inventário de Gases de Efeito Estufa, de um Plano de Descarbonização e do Pagamento por Serviços Ambientais, além do fomento para atividades que estimulem práticas sustentáveis de neutralização de gases de efeito estufa”, explica a coordenadora da Assessoria do Clima da Sema, Daniela Mueller de Lara.

gráfico roadmap
Gráfico do levantamento realizado, que coloca o Rio Grande do Sul entre os estados com melhor desempenho na questão climática

Ações pelo clima

No ano de 2021, o Rio Grande do Sul, por meio da Sema, intensificou as iniciativas relacionadas à agenda climática. Entre as principais iniciativas estão a ativação do Fórum Gaúcho de Mudanças Climáticas (FGMC), a adesão ao Under2 Coalition e às campanhas Race to Zero e Race to Resilience, e a assinatura do Termo de Cooperação com Disclosure Insight Action (CDP).

O Estado esteve presente na em duas Conferências das Nações Unidas sobre Mudança no Clima (COP26 e 27): na Escócia (2021) e no Egito (2022), onde reafirmou seu compromisso de neutralizar as emissões de carbono até 2050. Além disso, tem buscado atrair investimentos no setor de energias renováveis, como é o caso dos parques eólicos.

Ainda em 2022, foi lançado um programa com recursos que superaram os R$ 193 milhões para o meio ambiente – sendo o maior montante, R$ 115 milhões, destinado para projetos voltados ao clima.

Confira todas as iniciativas firmadas pelo Rio Grande do Sul em relação à questão climática

Texto: Ascom Sema

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo