Comitesinos realiza primeira reunião ordinária de 2023

9 de março de 2023 - 19:24
Por Juliano Palinha

Dando a largada à agenda de gerenciamento de recursos hídricos na Escola de Gestão e Negócios da Unisinos, o Comitesinos realizou na tarde desta quinta-feira (9) a primeira reunião ordinária em 2023.

No encontro, o primeiro presencial após o final da pandemia, foi apresentado a contratação de uma obra de um projeto básico prioritário para controlar a vazão e o balanço hídrico. No slides foi explicado o objetivo desta contração que deverá ser feita pelo Estado e o fluxo do processo licitatório.

A direção do Comitesinos explicou como funciona os prazos e o tempo que leva cada processo para o comitê entender todas as etapas, até iniciar o prazo de execução. A previsão do programa completa é de 4 a 5 meses.

Viviane Feijó, presidente do Comitê, também apresentou o 1º Simpósio de Manejo de Bacias Hidrográficas e Mudanças Climáticas, a ser realizado de 10 a 13 abril no Anfiteatro Pe. Wener, na Universidade.

O evento, segundo a presidente, será alusivo aos 35 anos do Comitesinos e discutirá importantes temas da gestão dos recursos hídricos no Estado.

O evento de hoje contou com apresentação da Agesan-RS, de atualização do Programa Estadual de Revitalização de Bacias Hidrográficas pela equipe da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura – Sema, da Regional Sinos do Ministério Público do Rio Grande do Sul, entidades membro e sociedade civil.

CONVÊNIO FIRMADO

Em dezembro de 2020, o Estado do Rio Grande do Sul através da SEMA firmou convênio junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional – Convênio Plataforma +Brasil nº 905680/2020, que tem como objeto estruturar o Programa Estadual e identificar e executar ações de revitalização nas Bacias Hidrográficas dos Rios Sinos e Gravataí, contribuindo para ampliar a segurança hídrica na região, promovendo o desenvolvimento ambiental, social e econômico.

No convênio firmado com a União, o RS propôs a estruturação do Programa Estadual em 4 metas. As metas 1 e 2 estão mais vinculadas ao apoio à gestão, comunicação, mobilização social e construção das bases para sua continuidade. As metas 3 e 4, na forma de projetos piloto, irão beneficiar de forma direta o ambiente e a população das Bacias Hidrográficas dos Rios Gravataí e Sinos.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo