Hemocentros do Estado convocam doadores de sangue para reforçar estoques antes do período de carnaval

14 de fevereiro de 2023 - 15:12

Com a proximidade do Carnaval, os hemocentros do Estado tem se mobilizado para reforçar os estoques de sangue. Conforme dados do Ministério da Saúde, há uma tendência de queda de até 20% no número de doações de sangue neste período, o que torna-se um risco se considerarmos também a possibilidade de aumento da demanda nos serviços de urgência e emergência.

Mobilização

Entre as ações que vem chamando a atenção para o cenário, está o ‘Bloco dos que salvam vidas’ divulgado na última sexta-feira (10) pelo Hemocentro do Rio Grande do Sul (Hemorgs). O objetivo da campanha é manter o ritmo de doações e os estoques de sangue em dia, visto que o processo é fundamental para garantir a disponibilidade de componentes sanguíneos para pacientes que necessitam de transfusão, como vítimas de acidentes ou em outras situações clínicas.

Requisitos para doação de sangue:

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Apresentar documento oficial de identidade com foto;
  • Ter idade entre 16 e 69 anos, sendo que os candidatos a doadores com menos de 18 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal;
  • Pesar no mínimo 50 kg com desconto de vestimentas;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação;
  • Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;
  • Não fumar pelo menos duas horas antes da doação.

Impeditivos temporários:

  • Ter viajado há menos de 30 dias ao exterior ou outros estados*
  • Ter apresentado sintomas de Covid-19*
  • Ter contado com alguém com sintomas de Covid-19*
  • Gripe, resfriado e febre: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas
  • Período gestacional
  • Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana
  • Amamentação: até 12 meses após o parto;
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação
  • Tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação)
  • Extração dentária: 72 horas;
  • Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: 3 meses
  • Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
  • Transfusão de sangue: 1 ano
  • Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina
  • Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses
  • Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição)

*Condições específicas durante a pandemia de coronavírus. Orientação é aguardar 30 dias após viagens ou contato com pacientes suspeitos

Impeditivos definitivos: 

  • Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis
  • Malária

*com informações da SES

Fonte: Diário Santa Maria

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo