Universidade Feevale amplia ações em Campo Bom

27 de janeiro de 2023 - 20:57

As universidades têm um importante papel, que é contribuir com as comunidades nas quais estão inseridas, com vistas ao desenvolvimento regional e à transformação da sociedade. Em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a Universidade Feevale destaca que a educação e o conhecimento transformam a sociedade quando preparam sujeitos com autonomia intelectual e profissional e que assumem posições éticas. “Cidadãos e profissionais com sólida formação humana, científica e tecnológica impactam e transformam comunidades, cidades, instituições e empresas”, diz o documento.

O desenvolvimento social, econômico, político e cultural da sociedade passa pelo conhecimento e pelo avançar das ciências. Atuando em três campus e unidades em diferentes municípios, a Feevale mantém uma rede de parcerias com setores públicos e privados locais, regionais, nacionais e internacionais. Em Campo Bom, por exemplo, que completa 64 anos no dia 31 de janeiro, a Instituição participa de diversas iniciativas junto a parceiros do município.

Segundo o reitor Cleber Prodanov, essa relação da Universidade Feevale com Campo Bom, assim como com os demais municípios, contribui, de forma efetiva, para o desenvolvimento socioeconômico da cidade. “A Feevale vem trabalhando de forma criativa, buscando inovar e se engajar, cada vez mais, com as comunidades” – afirma – “Somos parceiros e acreditamos que, por meio de alianças, poderemos avançar ainda mais na construção de melhorias para a sociedade, como saúde, criação de empresas, emprego, renda e educação”.

O prefeito Luciano Orsi diz que a parceria entre o município e a Feevale rendeu inúmeras conquistas para os campo-bonenses. “Os esforços conjuntos já prepararam dezenas de jovens para o mercado de trabalho, trouxeram um hospital veterinário do mais alto nível para a cidade e vão garantir um centro tecnológico educacional para nossos alunos. É algo muito importante para nós e que, esperamos, siga crescendo e trazendo ainda mais avanços para o município”, ressalta.

A presidente do Legislativo de Campo Bom na gestão passada, Gênifer Engers, lembra que a parceria com uma instituição do porte da Feevale é muito importante para o Legislativo. “Quando procuramos a Universidade para essa parceria, a escolhemos pela credibilidade e pelo destaque e importância que tem em nossa região. Estamos muito satisfeitos com essa cooperação e o Poder Legislativo tem convicção de que todas as ações desenvolvidas em conjunto terão como maior beneficiada a comunidade de Campo Bom”, salienta.

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Campo Bom, Jerri Moraes, a Feevale é uma das principais instituições de ensino do Estado e protagonista na região. “Muitos profissionais, de diferentes áreas, que atuam no desenvolvimento e protagonismo de nossa cidade, são egressos da Feevale, o que demonstra a importância da universidade para o nosso município. O Poder Legislativo continuará apoiando tudo o que envolver a Feevale e se mostrar importante para nossa cidade e nossos cidadãos”, destaca.

Algumas ações

O ano de 2022 foi positivo, pois a Universidade Feevale conseguiu atender a diversas demandas do município de Campo Bom. Confira algumas ações:

Testes – Campo Bom foi um dos mais de 40 municípios para os quais a Feevale prestou serviços, fazendo exames, principalmente para diagnóstico da Covid-19. Além desses, fez testes para monkeypox, doença que se manifesta através de lesões na pele, e arboviroses, doenças causadas por vírus transmitidos, principalmente, pelo Aedes aegypti, como é o caso da dengue, zika e Chikungunya.

Startup Teens – Com o objetivo de disseminar o tema empreendedorismo e incentivar os alunos de Ensino Fundamental a criarem negócios inovadores, a Feevale realizou, em parceria com a Prefeitura, o Startup Teens. O evento contou com a participação de 90 estudantes de escolas da rede municipal de Campo Bom. Como resultado, surgiram projetos com capacidade de incubação tecnológica e de importância para a sociedade.

Centro tecnológico – A Feevale elaborou um memorial com possíveis soluções de restauro e desenvolvimento do projeto arquitetônico do prédio que abrigou o Grupo Escolar Theodomiro Porto da Fonseca, em Campo Bom, que será restaurado pela Prefeitura para receber um centro tecnológico educacional integrado. Inaugurado em 1933, o imóvel foi sede da primeira instituição de ensino estadual instalada em um distrito no Rio Grande do Sul – na época, o município ainda pertencia a São Leopoldo. O trabalho, que contou com egressos da Universidade, permitiu a integração de profissionais de Arquitetura e Engenharia e a prática da interdisciplinaridade.

Tecnologia assistiva – Está em tratativas o desenvolvimento de uma rede interdisciplinar de tecnologia assistiva. O objetivo é atender, no Rio Grande do Sul, pessoas com deficiência, através do desenvolvimento de tecnologias assistivas. Desenvolvido em parceria com a empresa Mover Acessibilidade, Prefeitura de Campo Bom e Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, o projeto aguarda resultado de captação de recursos da Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep).

Cursos in company – Três cursos in company foram realizados em Campo Bom, em parceria com a Prefeitura. Um deles foi de Língua Brasileira de Sinais (Libras), para servidores da área da Educação, e outros dois, de 276 horas de formação, estão em andamento. Esses cursos, de programação Java e Phyton, envolvem 40 estudantes do município. Também foi realizada uma palestra sobre comunicação positiva no evento em comemoração aos 52 anos da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campo Bom.

Projeto Joga Aurora – Realizado em parceria com a Prefeitura de Campo Bom e a Nike, o projeto busca a inclusão social, por meio da prática esportiva, contribuindo na qualidade de vida, no crescimento pessoal e na promoção da cidadania de crianças do Bairro Aurora. Como resultado, houve o aumento do conhecimento de esporte coletivos, a oferta de experiências positivas relacionadas ao esporte, a promoção de espaço lúdico e rotina de atividades físicas e o diagnóstico de questões socioemocionais e suporte à escola e às famílias.

Projeto HIV: Fique Sabendo – O projeto, desenvolvido em parceria com a Prefeitura de Campo Bom, tem como objetivo promover o conhecimento sobre a temática HIV/Aids e Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) em escolas públicas e entidades socioassistenciais. Busca, também, ampliar a abordagem da prevenção em saúde junto a educadores e adolescentes, para que estejam conscientes dos perigos envolvidos e possam tornar-se multiplicadores. Entre as iniciativas está a orientação a adolescentes sobre prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, a formação de professores para abordagem do tema no currículo e a promoção de campanhas de conscientização.

Pesquisa sobre transtornos de aprendizagem – A aquisição da leitura e da escrita de crianças da Educação Infantil diagnosticadas com transtorno de aprendizagem é o tema central de uma pesquisa desenvolvida pela Feevale junto a uma escola da rede municipal de ensino de Campo Bom. A pesquisa vai traçar o perfil de cada criança, a partir da história de sua vida e dos resultados obtidos por meio da aplicação de protocolos e de uma escala de letramento emergente, que visam avaliar suas competências linguísticas, cognitivas e sociais. Com base nisso, serão elaboradas propostas pedagógicas e materiais de apoio para subsidiarem o trabalho do professor e o acompanhamento dos familiares. A pesquisa ocorre em parceria com a Prefeitura de Campo Bom e a Associação de Assistência em Oncopediatria – Amo Criança.

Neuropsicologia – Em parceria com a Prefeitura de Campo Bom, o projeto Capacitação de cuidadores sobre neuropsicologia, com ênfase na relação entre estilo parental e desenvolvimento das funções executivas tem como objetivo verificar se há relações e o quanto os estilos parentais predizem o desenvolvimento das funções executivas dos filhos. A partir disso, deverá ser verificada a validade de conteúdo e o desenvolvimento de um programa de capacitação para cuidadores sobre o tema. Espera-se, com o estudo, construir uma capacitação para os pais, que o programa tenha validade de conteúdo a partir da análise de juízes e que seja efetivo, trazendo benefícios e conhecimento para os pais acerca de suas práticas e estilos parentais, instrumentalizando sobre como podem estimular as funções executivas e regulação emocional de seus filhos.

Aplicativo para autistas – Um projeto busca desenvolver um aplicativo educacional, disponível para dispositivos móveis e web, para auxiliar familiares e professores no processo de letramento emergente de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Também tem, entre outros objetivos, revisar os conteúdos tradicionalmente indicados para a Educação Infantil e os objetivos de ensino de leitura e de escrita previstos para o primeiro e o segundo anos do Ensino Fundamental, considerando-se as crianças com esse diagnóstico. Espera-se, com isso, a melhoria da qualidade de vida dessas crianças e de seus familiares, bem como a prática pedagógica de professores que atuam com elas.

Riscos e desastres – O projeto integrado Laboratório de Vulnerabilidades, Riscos e Sociedade – Lavurs tem como objetivo contribuir para o avanço científico e comunitário das vulnerabilidades sociais, de riscos e desastres. A intenção é gerar estudos, diagnósticos, discussões e socialização de metodologias com gestores e tomadores de decisão dos municípios da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos que apresentam áreas de riscos e de desastres, como é o caso de Campo Bom. São integrados, nos estudos, projetos, disciplinas e saberes de diversas áreas do conhecimento para a compreensão e criação de propostas que podem ser aplicadas e que gerem melhoria da qualidade ambiental, além de contribuir para a redução dos riscos.

Processos de urbanização – O projeto Tecitura social: história, saúde e urbanização nos vales do Sinos e do Taquari (RS/Século XX) investiga a relação entre saúde, medicina, enfermidades e processos de urbanização. O objetivo é discutir as transformações sociais, culturais e econômicas das localidades e as diferentes formas de lidar com a saúde, em meio ao processo de alterações no decorrer do século XX. Os conceitos e categorias que norteiam a pesquisa contribuirão para o avanço teórico e científico, com resultados aplicáveis na prática, principalmente a partir da relação ensino e pesquisa, gerando novos conhecimentos.

Acesso ao Legislativo – Neste ano, foi formalizada uma parceria com a Câmara Municipal de Campo Bom, envolvendo os cursos de Direito, Jornalismo e Relações Públicas da Feevale. O objetivo é proporcionar aos estudantes um fácil acesso às atividades do Legislativo, por meio de visitas guiadas, vagas de estágio e presença em audiências públicas, cursos e eventos, entre outras atividades. Também serão realizados cursos e eventos de extensão, como seminários, congressos e palestras para os vereadores e público em geral.

Atendimentos na saúde – Está em andamento uma parceria com as secretarias de Saúde e de Educação e Cultura de Campo Bom, em relação a práticas curriculares e estágios obrigatórios dos cursos da área da Saúde, como Educação Física, Quiropraxia, Enfermagem, Nutrição, Farmácia e Medicina. O objetivo é atender as demandas do munícipio, bem como proporcionar a integralização curricular dos cursos de graduação da área.

Eventos de lazer – A Feevale também está apoiando eventos de lazer aos finais de semana. Através do curso de Educação Física, são realizadas práticas de esporte e lazer na comunidade.

Hospital Veterinário Feevale (Hovet) – Neste ano, o Hospital Veterinário Feevale (Hovet) começou a prestar atendimentos aos animais, incluindo consulta clínica e com especialistas. Por meio de uma parceria com a Prefeitura de Campo Bom, a Universidade realiza atendimentos veterinários gratuitos para animais de rua e para animais de tutores de baixa renda. Por meio do projeto social FeevalePet: manejo sanitário e reprodutivo de cães e gatos de abrigos municipais, a Universidade contribui para o controle e prevenção de enfermidades de importância da saúde animal e para a contenção da população de cães e gatos oriundos de cidades da região, como Campo Bom. Em parceria com a secretaria de Meio Ambiente, são realizados atendimentos clínicos e castrações em cães e gatos de ONGs e do Centro Municipal de Bem-Estar Animal (Cempra).

Feevale Techpark – A unidade de Campo Bom do Feevale Techpark ganhou importantes empresas em 2022. O primeiro escritório no Brasil da holding norte-americana JKH Capital, por exemplo, foi inaugurado em um dos lotes do parque tecnológico. Desde a sua fundação, em 2008, a holding tem um crescimento médio de 160% ao ano. Além dos Estados Unidos, possui escritórios na Holanda e em Hong Kong, e investimentos em variados setores de sete países da América, Ásia e Europa. A empresa planeja, para este ano, um grande investimento em startups ligadas aos setores de tecnologia e energia.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo