Poderes, instituições e entidades realizam ato em defesa da democracia em Porto Alegre

16 de janeiro de 2023 - 19:36

“O Poder Judiciário do Rio Grande do Sul reafirma publicamente seu total repúdio às ações antidemocráticas e reitera incondicional defesa da ordem pública e da soberania constitucional, em defesa do Estado Democrático de Direito. O presente ato público, liderado pela AJURIS, mais uma vez demonstra que a Justiça não está encastelada, mas sim próxima da sociedade, atenta ao que acontece, e em permanente defesa da ordem pública, da legalidade e, portanto, da democracia”. As frases foram da Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargadora Iris Helena Medeiros Nogueira, durante seu pronunciamento no Ato em Defesa da Democracia, ocorrido na tarde desta segunda-feira (16/1) no Átrio do Palácio da Justiça, na Praça da Matriz, em Porto Alegre. Na oportunidade, estiveram reunidos representantes dos Poderes e Instituições Autônomas, além de entidades de classe e associações civis.

Magistrada discursando com banner ao fundo

Presidente Iris Helena reafirmou seu repúdio aos ataques ocorridos contra os Poderes em Brasília

O Presidente da AJURIS, Desembargador Cláudio Luís Martinewski, em sua manifestação, disse que os fatos ocorridos no dia 08 de janeiro em Brasília atingiram violentamente o coração da democracia brasileira.  “Este ato é muito importante para a demonstração, em alto e bom som, do nosso repúdio a qualquer iniciativa que transgrida direitos e prejudique a democracia”, disse ele. O magistrado parafraseou o ex-Deputado Ulysses Guimarães, falecido em 1992, ao afirmar que “traidor da Constituição é traidor da Pátria”.

 

Magistrado falando com banner ao fundo

Desembargador Martinewski lembrou o ex-Deputado Ulysses Guimarães em seu discurso

O Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Valdeci Oliveira,  afirmou que o ato realizado é simbólico e enfatiza que não se pode fazer política com ódio. “Todo esforço que fizermos aqui ainda é pouco. Os acontecimentos registrados em Brasília jamais devem ser esquecidos da memória da nossa população, devendo servir de reflexão permanente sobre o vandalismo e o ataque à democracia ocorridos em 8 de Janeiro”.

 

Deputado discursando com banner ao fundo

Presidente da Assembleia, Deputado Valdeci, disse que os ataques ocorridos em 8 de janeiro nunca serão esquecidos

O Procurador-Geral do Estado, Eduardo Cunha da Costa, falou em nome do Executivo Estadual. Segundo ele, a iniciativa deve servir como exemplo para todos os demais Estados. “Precisamos sempre reafirmar a nossa defesa da democracia. Este ato pode inspirar outros Estados e que a união dos Poderes e Instituições possa seguir firme em defesa de tudo aquilo que foi decidido pelo povo no sagrado direito ao voto popular nas urnas”, concluiu.

 

Procurador discursando em evento com pessoas ao fundo

Procurador Eduardo Costa representou o Governo do Estado no evento

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo