Estiagem afeta navegação de grandes navios em Porto Alegre

13 de janeiro de 2023 - 13:15

A estiagem das últimas semanas e o nível mais baixo do Guaíba tem afetado as operações. O superintendente da PortosRS, Fernando Estima, comenta que o canal do Guaíba estava na manhã desta sexta-feira em um nível 42 centímetros menor do que o normal, que é de 5,18 metros. “Isto traz um pouco de redução de carga, e é isto que temos de monitorar. Contudo, ainda não temos perda relevante”, comenta ele. Ocorre que navios com carga excedente podem encalhar, e Estima calcula que, dado o nível atual, cada navio está circulando com, no mínimo, 5% de conteúdo a menos em relação aos descarregamentos tradicionais. “Mas não há prejuízo de perda de rota”, diz ele.

Caso a estiagem aumente, isto pode ser reconsiderado. No entanto, reduções acima de 30% são consideradas inviáveis no ponto de vista do frete, que fica mais caro e traz prejuízo ao carregador. A contratação de batimetrias, que medirão a profundidade da água, e que será feita nos próximos 60 dias, de acordo com ele, permitirá à estatal ter informações mais assertivas do canal. “Há uma expectativa das chuvas nestes próximos dias. Vamos ver se deverá resolver ao menos um pouco a situação”, afirma o superintendente da PortosRS.

Hoje pela manhã, o nível da régua da Sema estava em 53 centímetros, pouco acima da média histórica de janeiro, de 47 centímetros, conforme dados da MetSul Meteorologia. Em Porto Alegre, a situação é acompanhada pelo Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), que alertou que a estiagem pode ampliar a possibilidade de problemas na captação da água bruta e tratamento devido à turbidez elevada.

Fonte: Correio do Povo

Sinos com 57 centímetros
Em São Leopoldo o nível do Rio dos Sinos está 57 centímetros na régua de monitoramento da Agência Nacional de Águas e Serviço Geológico do Brasil (ANA). Já na régua de captação do Semae o nível está 1,30 metros.
Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo