Estudos do Detran/RS apontam que 53 pessoas podem perder a vida no trânsito nesse período de festas

25 de dezembro de 2022 - 09:38

Para chamar a atenção dos motoristas sobre os riscos no trânsito nos feriados de final do ano, o DetranRS fez um levantamento dos tipos de acidentes nos períodos de Natal e Ano Novo de 2017 a 2021. A projeção, com base nos anos anteriores, é que 53 pessoas possam perder a vida no trânsito nessas datas.

Para o período de Natal e Réveillon, além das datas de 25/dez e 01/jan, considerou-se os dias que os antecedem podendo variar entre um e quatro dias de acréscimo ao feriado prolongado. Por exemplo, em 2019 essas datas ocorreram na quarta-feira, sendo assim, o feriadão se iniciou no sábado totalizando cinco dias em cada feriado. Esse critério corresponde ao utilizado em operações de fiscalização que costumam ocorrer nessas datas, principalmente nas rodovias.

Analisando o número de mortos por dia em cada período destacado observou-se que, em média, no Natal e no Réveillon morre no trânsito uma pessoa a mais por dia quando comparados aos períodos sem feriados.

O estudo estatístico constatou, também, um aumento no índice de alcoolemia nessas datas festivas, principalmente no Natal em que esse índice chega a 52% de motoristas mortos alcoolizados, enquanto em dias sem feriados esse índice é de 36,6%.

Outro índice que chama a atenção é o de motoristas mortos não habilitados. Em dias normais cerca de 20,8% dos motoristas que foram a óbito em acidentes de trânsito não eram habilitados, já no Réveillon, observa-se que esse percentual sobe para 30,4%.

Tipos de acidentes 

Os tipos de acidentes que se destacam nos feriados de Natal e Réveillon são tombamento, choque com objeto fixo e capotagem. As rodovias que concentraram maior número de acidentes fatais nessas datas foram a BR290 (11 mortes), BR386 (8 mortes) e RS324 (6 mortes).

Perfil 

Nos feriados de Natal e Réveillon, aumentam a participação de mulheres entre as vítimas. Se nos dias normais elas são 26% do total de vítimas, no Natal elas são 28% e no Reveillon quase 30%.  Motociclistas também morrem menos nessas datas comemorativas do que nos dias normais, dando lugar aos motoristas entre as principais vítimas.  Jovens e adultos de 15 a 39 anos também ocupam percentual maior nessas datas entre as vítimas fatais.

Alerta

O diretor-geral do DetranRS Marcelo Soletti lembrou que a fiscalização estará atenta, mas também serão intensificadas campanhas educativas e de conscientização. “O que fazer para evitar acidentes todos sabemos, coisas simples como: revisão do veículo, motorista descansado e sóbrio, velocidade controlada, atenção na via e muito cuidado nas ultrapassagens. Fizemos essa projeção para sensibilizar a população. Esses poucos cuidados podem fazer com que tantas vidas sejam poupadas.”

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo