Cacique Serere foi preso a pedido da PGR; manifestantes tentaram invadir sede da PRF e incendiaram veículos

12 de dezembro de 2022 - 23:14

O Cacique Serere Xavante foi preso por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. O pedido de prisão foi realizado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que determinou a detenção do indígena como forma de garantir a ordem pública.

“A restrição da liberdade do investigado, com a decretação da prisão temporária, é a única medida capaz de garantir a higidez da investigação”, afirmao pedido da PGR.

Na decisão, a PGR afirma que o Cacique utilizou da posição de líder indígena do Povo Xavante para realizar manifestações de cunho antidemocrático. “A manifestação, em tese, criminosa e antidemocrática, revestiu-se do claro intuito de instigar a população a tentar, com emprego de violência ou grave ameaça, abolir o Estado Democrático de Direito, impedindo a posse do presidente e do vice-presidente da República eleitos”.

A prisão do indígena foi o motivo para o início de vandalismos, na noite desta segunda-feira (12), em Brasília. Manifestantes depredaram os arredores da sede da Polícia Federal e atearam fogo em um ônibus e em outros veículos.

Por REDETV!

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo