Na Transição, prefeitos pedem proposta nacional de sustentabilidade do transporte público

22 de novembro de 2022 - 16:03

O transporte público é a pauta que os prefeitos brasileiros querem incluir no governo Lula a partir de 2023. Em seguida está o programa Minha Casa Minha Vida, faixa 1, para atender a população mais vulnerável, dois temas tratados na reunião de hoje com a equipe de transição que trata de “Cidades”. Presidente da Associação Brasileira de Municípios (ABM), o prefeito de São Leopoldo coordenou o debate no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da transição com a presença de diretores da entidade, prefeitos e técnicos do Desenvolvimento Urbano.

“Foi um encontro bastante positivo, em que apresentamos um panorama das demandas dos municípios, da necessidade da volta de um pacto federativo em que todos os entes sejam ouvidos e valorizados”, avaliou o prefeito de São Leopoldo.

Sobre transporte público, a reivindicação dos prefeitos é uma proposta nacional de sustentabilidade, pois passa por uma crise profunda em todos os municípios.

“Tratamos ainda da retomada imediata de projetos que estão aprovados na Caixa Federal e não foram ainda liberados por falta de recursos para que possamos retomar as obras”, destacou Vanazzi. Em São Leopoldo há vários projetos de cooperativas aguardando liberação da Caixa.

“No tema do saneamento, propomos a retomada imediata de financiamento público, a fundo partido, para municípios que tenham capacidade de endividamento. Em São Leopoldo temos projeto importante de estação de tratamento, projeto de R$ 80 milhões, na Vicentina, aprovado e licitado, que não pode ser executado por falta de recursos.”

Amanhã, quarta-feira, 23, Vanazzi e ABM terão outra reunião, desta vez com Gleisi Hoffmann e o Aloísio Mercadante, também na Transição.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo