A partir desta terça-feira, eleitor só pode ser preso em flagrante

25 de outubro de 2022 - 14:37

Em função do segundo turno das eleições que ocorrerá no domingo (30), a partir desta terça-feira (25), só podem ocorrer prisões de eleitores em flagrante ou em virtude de sentença criminal por crime inafiançável. Quem impedir o ir e vir de alguém, também poderá ser preso. Esses são os únicos casos autorizados de deteção até o pleito de domingo e 48 horas após a votação.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo