O cotidiano da educação infantil em debate na I Semana de Educação Infantil em São Leopoldo

22 de agosto de 2022 - 12:18
Por Sônia Bettinelli

A educação infantil é o período da interação direta do professor com a criança que acontece em todos os momentos. Trocar a fralda é um dos momentos que tem muita importância, assim como a hora da alimentação, ou seja o cotidiano da educação infantil. Essa é a proposta da I Semana de Educação Infantil, organizada pela Secretaria Municipal de Educação de São Leopoldo (Smed), de hoje 22 até o dia 25. No Berlinda News Entrevista de hoje, as professoras da rede Daiane Silveira e Ariane Bittencourt, hoje na função de assessoras pedagógicas de educação, responsáveis pela roda de conversa com os professores.

Na quinta-feira, 25 de agosto, dia nacional da educação infantil, a atividade será no Teatro Municipal com o professor Marcelo Oliveira da Silva, um dos autores do livro Brincando com Brinquedos não brinquedos , que tem como proposta o brincar livre, das partes soltas e do brincar com e na natureza para propor um repertório de possibilidades de brinquedos que não são necessariamente brinquedos prontos.

Autonomia antes da pandemia

“O brinquedo pronto, aquele oferecido pelas lojas não contribui para a criatividade, assim como o envolvimento da criança com o brinquedo pronto dura pouco. Sobre o cotidiano, o que percebemos é que antes da pandemia, a criança chegava na educação infantil aos quatro anos com um acerta autonomia. Hoje, após, a pandemia, é diferente porque a criança ficou em casa isolada, assim como todos nós”, destaca Daiane.

100 palavras

“Antes da pandemia, a expectativa era que uma criança de quatro anos tivesse um repertório de 200 palavras. Hoje após a pandemia, se o repertório for de 100 palavras está tudo bem, não significa nenhum atraso da criança.
Por isso, a repactuação da educação de acordo com o que estamos vivendo hoje. Tudo isso conversamos com os professores para que isso aconteça na sala de aula”, diz Ariane.

Segundo as professoras, a educação infantil não pode ser vista como uma fase preparatória para o ensino fundamental. A educação infantil é uma fase necessária que precisa ser vivida pela criança.

Daiane e Ariane chamam atenção sobre o novo olhar para a educação infantil como um direito da criança e não um processo para que os pais possam trabalhar enquanto os filhos estão na escola.

Ouça o programa completo

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo