Diretor do Pedrinho diz que obras na escola estão em ritmo acelerado, mas aulas no prédio só em 2023

19 de agosto de 2022 - 07:57
Por Juliano Palinha

Infelizmente em 2020 não haverá aulas no Instituto de Educação Estadual Pedro Schneider, o Pedrinho. Apensar do ritmo acelerado das reformas em locais que causou a interdição da escola, aulas no colégio somente em 2023. “As obras já iniciaram e seguem numa boa velocidade, mas este ano seguiremos com aulas na Unisinos e no Caldre Fião”, afirmou o diretor Vinicius Vilella.

O Pedrinho foi interditado pelos bombeiros, no mês de fevereiro, a pedido do Ministério Público, devido à precariedade da estrutura física, que necessitava de reformas urgentes. Por causa disso, os cerca de 1,2 mil estudantes foram divididos e estão tento aulas na Unisinos e na Escola Caldre Fião.

Nove turmas do Ensino Fundamental estão no Caldre Fião. Três turmas pela manhã e seis à tarde. Já os alunos do Ensino Médio estão em 16 salas do Centro D, da Unisinos. Por lá são turmas nos três turnos.

Secretaria para atendimento ao público

O prédio da São Caetano não está abandonado. No local segue o atendimento ao público e  funciona às segundas, quartas e sextas das 8h30 às11h30 e das 13 às 16 horas. Já nas terças e quintas funciona das 16 às 20 horas.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo