Hospital Centenário implantará projeto de controle dos níveis de oxigenação

10 de agosto de 2022 - 17:44

Começa dia 17, a capacitação dos servidores do Hospital Centenário para implementar o projeto de controle dos níveis de oxigenação que terá início pela UTI adulto, passando pela emergência intermediária, UTI neonatal e, posteriormente, seguindo para as demais unidades. Haverá colocação de placas indicativas dos níveis adequados de oxigênio em cada monitor de leito conforme os protocolos de saturação.

A presidente do Hospital Centenário (HC), Lilian Silva e a professora Fernanda Kutchak, do Curso de Fisioterapia da Unisinos, trataram desse assunto hoje, assim como evitar a saturação, custeio dos materiais e condução do grupo de estudos com as equipes da casa de saúde. Trata-se de iniciativa da Physio Care, prestadora de serviços de fisioterapia do HC em parceria com o curso da Unisinos.

O fisioterapeuta Rodrigo Ferreira, lembra que com a Covid-19 a questão passou a ser vista com um olhar mais atento ao que era praticado anteriormente. “A preocupação com os níveis de oxigenação que sempre existiu, agora se ampliou”.

Entre os objetivos é evitar o uso excessivo ou inadequado do oxigênio também é prejudicial à saúde. “O objetivo da construção desse protocolo de implementação deste protocolo é padronizar o uso e a oferta de oxigênio para os pacientes internados na instituição”, destacou Fernanda.

A presidente do Hospital Centenário, Lilian Silva, lembra da importância do projeto também para os alunos dos cursos de medicina e fisioterapia da Unisinos que fazem disciplinas, estágios e residências médicas dentro do hospital. “Isso oportuniza a entrega de um atendimento ainda mais eficiente para os pacientes que estão internados aqui no Centenário, contribuindo também para a prática que os alunos da universidade realizam.”

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo