“No início briguei com ele (Ary Moura) e tentei concorrer com a política, mas fui vencida”, Maria Teresa Moura

3 de agosto de 2022 - 11:41
Por Sônia Bettinelli

“Não sou laranja. Decidi aos 45 minutos do segundo tempo aceitar o desafio para lutar pela memória e para dar continuidade ao legado do Ary”, afirmou a advogada Maria Teresa Moura, candidata a deputada federal pelo PDT, hoje (3), no Panorama Político, ao lado dos convidados Ronaldo Ribas e Vanderlan Vasconselos, respectivamente ex-prefeitos de São Leopoldo e Esteio. Viúva do vice-prefeito Ary Moura (falecido em 5 de junho), Maria Teresa é uma das novidades na eleição, o que não significa que  decidiu entrar para a vida partidária e política agora.

Desde 1980, início do namoro, ela sempre atuou nos bastidores e na vida partidária ocupando cargos na executiva do PDT leopoldense no núcleo Ação da Mulher Trabalhista (AMT) fundado em junho de 1981 para levar as mulheres para dentro do partido. Entrar na política foi a decisão para estar junto com o marido. “No início briguei com ele (Ary) e tentei concorrer com a política, mas fui vencida. Decidi me aliar para estar junto e foi isso que ocorreu por 42 anos”, conta.

Apoio da família

“Na quinta-feira, 30 de julho, tomei a decisão com apoio total da família, meus filhos, meu cunhado Jaci, amigos e integrantes do PDT. Alguns pedetistas entendiam que esse momento (luto) seria difícil. Outros destacaram já ter assumido  compromisso de apoiar candidatos de fora da cidade. Deram a palavra e devem seguir, entendo o motivo, mas tem outros que irão me apoiar”.

Educação 

“Estamos correndo contra o tempo para preparar a campanha e a parte burocrática. Meu filho Carlos está coordenando tudo, inclusive porque estamos montando o grupo. Mas estou confiante, com coragem de entrar na luta e assumir o desafio para valer. A principal bandeira é a educação , escolas em tempo integral como sempre defenderam Leonel Brisola e Alceu Colares, e que o Ary sempre manteve em sua pauta. Com a educação vamos atingir os outros setores”.

Ciro Simoni e Viera da Cunha

Advogado assim como seus pais, o filho Carlos Moura destacou o convite da direção estadual do PDT, Ciro Simoni e Vieira da Cunha, fizeram o convite  para que um familiar aceitasse o desafio de concorrer. “Minha mãe decidiu que queria ser e será candidata com todo nosso apoio e suporte”, destacou Carlos.

Ouça baixo a entrevista completa

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo