Hospital Getúlio Vargas recebe visita técnica para obter certificação internacional como centro do AVC

3 de agosto de 2022 - 18:38

O Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV), sob a gestão da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV), em Sapucaia do Sul, foi a primeira casa hospitalar pública no Rio Grande do Sul a receber visita técnica da Coordenação do Programa Internacional de Certificação dos Centros de Acidente Vascular Cerebral (AVC) da América Latina.

Nessa terça-feira (2), a coordenadora do Programa de Certificação dos Centros de Acidente Vascular Cerebral (AVC) da América Latina e do World Stroke Organization, Sheila Martins, realizou uma visita técnica interdisciplinar no HMGV. O objetivo foi conhecer melhor o trabalho feito pela Linha de Cuidado do AVC da FHGV, tirar dúvidas, conferir os fluxos e protocolos de atendimento e verificar a infraestrutura do hospital. Sheila, que é médica neurologista, explica que a visita técnica faz parte do Programa Internacional de Certificação de Centros de AVC pela Organização Mundial de AVC e a Sociedade Ibero-americana de Enfermidades Cerebrovasculares, que criou um programa com as sociedades médicas e neurológicas dos países da América Latina.

“Hoje, temos 13 países engajados nesse processo. No Rio Grande do Sul, a Secretaria Estadual de Saúde também se engajou. O objetivo é garantir que tudo o que é baseado em evidência e beneficia o paciente está implementado nos hospitais que atendem paciente com AVC. Os centros de AVC fazem uma diferença enorme na avaliação rápida do paciente, no tratamento quando ele tem indicação, na recuperação precoce, na investigação da causa do AVC e na medicação pós-alta hospitalar. Tudo isso com uma equipe multidisciplinar para reabilitar precocemente esse paciente. Muitas vezes os centros de AVC são implementados, mas parcialmente o que está recomendado. Por isso, a ideia é que o hospital se prepare para ter tudo o que pode beneficiar o paciente. Muitas questões são organizacionais no processo da chegada do paciente até a alta hospitalar e o acompanhamento após a alta”, observa a coordenadora.

Antes da visita técnica no HMGV, o coordenador da Linha de Cuidado do AVC, Diógenes Guimarães Zãn, apresentou o trabalho das equipes multidisciplinares que contam com médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas, entre outros profissionais encarregados nas etapas do atendimento do paciente com AVC. A apresentação foi acompanhada pela Direção da FHGV, pela Gerência do HMGV, e por Coordenações e Gerência Assistencial do Hospital Tramandaí. A Secretaria de Saúde de Sapucaia do Sul também verificou os dados do trabalho apresentado.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo