A transição do sistema comando/controle/chefe para o conceito capitalismo consciente

1 de agosto de 2022 - 11:21
Por Sônia Bettinelli

Capitalismo consciente é um conceito chegou antes antes da pandemia em várias partes do mundo. No Estado, o primeiro instituto existe desde outubro de 2021 e vai avançando no mundo corporativo e na vida das pessoas porque coloco por terra uma visão ultrapassada. “Aqui precisa vestir a camiseta da empresa e deixar a vida pessoal (problemas) do lado de fora. Como assim? Fui recebida assim em uma empresa aos 18 anos de idade e apesar de ter achado estranho não questionei achando que  deveria ser daquele jeito com o chefe tendo  comando e controle sobre os demais, que não significa ser líder”, destacou a colider  do Movimento do Capitalismo Consciente no Brasil”,  recorda Eliane Davila, hoje (1°) no Berlinda News Entrevista.

O capitalismo consciente é o conceito embasado no momento ESG (sigla inglês) que trabalha para identificar se uma empresa  é socialmente consciente, sustentável e corretamente gerenciada. “Gestão humanizada que trata a pessoa no seu todo, se envolve com o entorno, com o meio ambiente e com uma governança que trabalha pelo lucro, mas de forma sustentável. Prepara lideranças para que desenvolvam o conceito com todos os colaboradores de maneira educativa”, observa

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

No site https://ccbrasil.cc/ destaca que as empresas que trabalham alicerçadas nos pilares do Capitalismo Consciente geram valor intelectual, físico, ecológico, social, emocional e até espiritual sem prejuízo à geração de lucros. “O lucro é necessário para todas as partes envolvidas junto com os pilares citados”, destaca Eliane Davila.

No instagram @elianedavila

linktr.ee/ElianeDavila

Ouça o programa completo

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo