POR CÍNTIA MACIEL II Avô e avó: a doçura da nossa memória!

26 de julho de 2022 - 08:42
Por Cíntia Maciel - professora de Língua Portuguesa, Literatura e Tecnologia e Culturas Digitais. Graduada em Letras (Universidade Luterana do Brasil), Pós-graduação em Neuropsicopedagogia, Supervisão Escolar e Docência no Ensino Superior (Faculdades São Luís).

Avô e avó: a doçura da nossa memória!

Ser vó…
É ser mãe com açúcar, com mel e com toda e qualquer doçura que a vida possa oferecer.
É ser mãe duas, três, quatro, cinco, seis, sete vezes ou mais.
É abrir mão de si mesma para atender às demandas de avó.
É rir com as conquistas dos seus pequenos.
É chorar quando percebe que algo não está bem com eles.

Ser vô…
É uma nobre tarefa também!
É reescrever a sua própria história dando destaque a personagens dos quais ele não vivem sem.
É repreender os filhos sempre que tentam corrigir travessuras.
E por aí vai…
Não existe melhor lugar no mundo do que a casa dos avós. Nem precisa ser uma casa chique e tudo mais, porque o aconchego verdadeiro não está nas paredes ou no CEP, mas no caloroso colo que só eles têm.

Tenho a impressão de que os avós são anjos disfarçados e recheados de muito amor!

Portanto, fica registrado o meu carinho, respeito e admiração a esses seres que não medem esforços para tornar a infância dos nossos filhos muito mais significativa, mágica e encantadora!

Feliz Dia dos avós!

Cíntia Maciel – professora de Língua Portuguesa, Literatura e Tecnologia e Culturas Digitais, na rede estadual de ensino. Graduada em Letras (Universidade Luterana do Brasil), Pós-graduação em Neuropsicopedagogia, Supervisão Escolar e Docência no Ensino Superior (Faculdades São Luís).

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo