POR SÔNIA BETTINELLI: A presença e o depoimento dos indígenas faria a diferença no debate na SL Fest

21 de julho de 2022 - 22:01
Por Sônia Bettinelli

No debate de ontem (21), na São Leopoldo Fest para mostrar como a população indígena é vista dentro da sociedade atual  – painel do  Seminário São Leopoldo da memória à atualidade – faltou perguntar aos próprios indígenas. A pergunta não foi feita porque não havia representantes dos caingangues no debate que ocorre na Vila Germânica da SL Fest. Lembrando que São Leopoldo tem a Aldeia Por Fi Ga, no Quilombo, bairro Feitoria, com caingangues há muitos anos.

Porta-voz

O coordenador  do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN/FLD), Sandro Luckmann, mostrou ao público a visão que nós temos dos indígenas, povo que já estava aqui em São Leopoldo, assim como os negros, em 1824, quando os primeiros imigrantes alemãs chegaram. Luckmann foi o porta-voz.

25 de julho

Aliás, por falar nisso, lembrando sempre que na segunda-feira, dia 25, não é aniversário de São Leopoldo. A comemoração tem a vida com a chegada dos imigrantes nesta terra capilé. O aniversário do município ocorre dia 1º de abril. São Leopoldo se emancipou de Porto Alegre em 1846, ou seja, a 176 anos atrás.

R$ 12 milhões para pavimentação

Hoje, 10 horas, no gabinete do prefeito, na São Leopoldo Fest, o prefeito vai anunciar um pacote de  investimentos de R$ 12 milhões, para o segundo semestre, em  pavimentação, macrodrenagem e capeamento asfáltico. O recurso de R$ 12 milhões é empréstimo pela Caixa.

Contas de 2018

Em sessão extraordinária ontem (21) pela manhã, os vereadores de São Leopoldo aprovaram as contas de 2018 do prefeito Ary Vanazzi (PT).

 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo