CULTURA CAPILÉ: JP Bonfá, músico e filho do baterista do Legião Urbana, e Alex Cheruti falaram da carreira e dos shows

8 de julho de 2022 - 17:06

Filho do baterista do Legião Urbana, Marcelo Bonfá e da atriz Isabela Garcia, o músico e guitarrista João Pedro Bonfá foi o convidado do programa Cultura Capilé desta sexta-feira (8) junto com o músico e produtor gaúcho, Alex Cheruti.

Foi uma hora de conversa, muitas histórias e reflexões sobre o atual momento da música no País que contou até com a participação da atriz que como toda mãe orgulhosa, assistiu ao vivo o programa e deixou seu comentário registrado.

Bonfá e Cheruti estão juntos no projeto Som na Caixa – Tributo a Legião Urbana que terá o primeiro show nesta sexta, na Eleven, em Charqueadas e sábado, no Moto Clube Podres, em Porto Alegre e também no Confraria, em Gravataí.

Os dois se conheceram por meio de uma guitarra, que Cheruti acabou fazendo para o JP Bonfá. “Nossa! É a melhor guitarra que já toquei”, contou JP que também lembrou da sua primeira guitarra. “Minha mãe sempre deu o maior suporte. Comecei a tocar aos 8 anos, então obviamente não podia comprar uma guitarra, então minha mãe me deu e na casa do meu pai também sempre tive muito contato com a música”, contou ele que também falou sobre os shows que vai fazer no Estado e sobre as músicas do Legião Urbana que mais gosta.

Guitarra fabricada pelo Cheruti para JP

JP também falou da transformação necessária do músico e revelou que nunca sentiu obrigação de tocar o mesmo som do pai. “Em toco Legião porque gosto do Legião. Cresci vendo eles cantaram e tocarem. Eu segui o meu caminho e o meu estilo. Então nunca houve uma pressão”, lembrou.

Cheruti, que acompanhou o Legião deste o início, diz que é uma satisfação estar do lado do JP e reforça a importância da música neste momento tão difícil, onde muitas pessoas perderam alguém por causa da pandemia. “Primeiro que estamos diante de uma grande guitarrista. Mesmo com uma família de artista, está na estrada buscando traçando o seu caminho. E a música é transformador. Diante de tudo que passamos a música mantém a mente limpa”, comenta revelando que já fez mais de 1 mil guitarras e consertou mais de 30 mil instrumentos musicais.

Quer saber?! Clique no link e assista todo o bate-papo:

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo