São Leopoldo começa a ser mapeado por agentes do IBGE que percorrem as ruas dando início ao Censo de 2022

27 de junho de 2022 - 17:52
Por Juliano Palinha

A infraestrutura urbana de São Leopoldo começa a ser mapeada por agentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nesta segunda-feira, por exemplo, o agente censitário supervisor Rafael Gehlen, percorreu as ruas do São José buscando um panorama da infraestrutura do bairro, considerando temas como acessibilidade, circulação de pessoas, equipamentos públicos e meio ambiente.

“A gente não faz entrevistas neste momento, coletamos apenas informações, exclusivamente, por meio da própria observação visual. São avaliam 10 itens”, comenta. Ainda de acordo com Rafael, este levantamento serve também para conferir e atualizar endereço e cep. A partir de 1º de agosto iniciar o apartar do Censo 2022. Os 10 itens são:

  1. Capacidade da via,
  2. Pavimentação da via,
  3. Bueiro/boca de Lobo,
  4. Iluminação pública,
  5. Ponto de ônibus/Van
  6. Via sinalizada para bicicletas
  7. Existência de calçada,
  8. Obstáculo na calçada,
  9. Rampa para cadeirante,
  10. Arborização

Três dentre estes dez quesitos são inéditos nas pesquisas do IBGE – ou seja, nunca foram investigados nos Censos anteriores ou por meio da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad): pontos de ônibus/vans, sinalização viária para ciclistas e existência de obstáculos nas calçadas.

Outra inovação desta pesquisa é a investigação dos mesmos quesitos em todos os “aglomerados subnormais”, classificação usada pelo IBGE para denominar as favelas brasileiras. Para isso, será utilizada uma nova metodologia para identificação do percurso em áreas labirínticas e sem sinal de GPS.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo