Recuperar usuários que migraram para o teletrabalho e transporte por aplicativos são desafios da nova direção da Trensurb

9 de junho de 2022 - 11:36
Por Juliano Palinha

Em 2019, antes da pandemia, em dia uteis, ou seja, de segunda a sexta-feira, a Trensurb transportava em torno de 160 mil passageiro/dia  Novo Hamburgo/Porto Alegre. Agora, segundo o novo diretor de Operações da Trensurb, Nelson Lídio Nunes, que participou do programa Berlinda News Entrevista  desta quinta-feira (9), não passa dos 110 mil. O diretor esteve acompanhado pelo  supervisor de segurança. Giuliano Boeck. e o gerente operacional Carlos André.

Diretor Nelson Lídio Nunes

A queda, de acordo com Lídio, é pontual e esse é um dos principais desafios da direção da empresa. “Hoje estamos transportando 68,45% de passageiros em relação a 2019 em dias úteis. Na verdade também houve uma mudança significativa no estilo de vida das pessoas após a pandemia, que trabalham mais em casa que nas empresas. A própria empresa sentiu que é mais econômico para ela e até mais produtivo, pois em casa se trabalha muito mais. Somado a isso há também o desemprego e o uso dos aplicativos”, lembra o diretor que hoje responde também pela parte financeira da companhia, pois o colega está de férias.

Nelson Lídio afirma que esse novo modelo comportamental veio para ficar. “Eu faço parte do conselho de administração da Carris (Companhia Porto-Alegrense que é uma das empresas operadoras do transporte público de Porto Alegre) e os números confirmam exatamente isso. Além do desemprego, aplicativos há ainda o uso de bicicletas. Aqui na região já é uma cultura, mas em Porto Alegre está avançando a cada dia que passa. Ou seja, uma série de coisas que estão sendo inseridas no processo”, comentou. 

Três meses para manutenção do trem

Durante o programa também foi abordado a preocupação da Trensurb com a segurança, principalmente, com os trens. Segundo o diretor os trens passam por revisões constante em três etapas. “O trem tem uma determinada quilometragem e a partir daí vai para o cavalete. Ou seja,  toda a composição (são quatro vagões) é  colocada  no cavalete e desmontada. As peças são revisadas individualmente  para ver o desgaste de cada peça por causa da segurança. Essa manutenção leva em torno de três meses. Importante que essas manutenções são rigorosamente feitas, sem o canibalismo que é desmontar um vagão e reaproveitar as peças usadas.São todas peças novas”, afirmou.

Escadas e elevadores

Motivos de várias reclamações no passado, as escadas rolantes estão funcionando em todas as 23 estações. “Evidentemente que sempre haverá alguma coisa, pois elas não param, mas se considerarmos em outro Estados, nos temos aqui no Sul 50 escadas rolantes que trabalham quase 24 horas para um público de 110 mil passageiros por dia. A empresa tem uma preocupação muito grande com a acessibilidade. Nessa nova gestão estamos primando por isso. Foi feito todo um estudo em relação a essa tema de acessibilidade e para isso as escadas são importantes e também elevadores. Adquirimos mais 9 elevadores e agora todas as estações contarão com um”, informa..

Concurso público

A Trensurb conta hoje com mais de 1,4 mil funcionários. O diretor lembrou que o concurso público realizado no passado teve que aguardar por causa da pandemia. “Houve a pandemia e agora está sendo revalidado.. Mas esse assunto estamos aguardando uma definição da direção”. 

Viagens por dia

Em 2019 eram realizado 295 viagens por dia da estação Mercado até Novo Hamburgo, agora o número é de 206. A Trensurb conta com 40 trens, 25 mais antigos e 15 modelos novos.

Espaço para locações 

No dia 10 de junho, às 10h30, a Trensurb abre as propostas referentes ao processo licitatório para permissão de uso de espaços comerciais nas estações do metrô. Realizada em modo de disputa fechado, a licitação eletrônica contempla a possibilidade de locação de 66 lotes em 14 estações localizadas nos seis municípios atendidos pela Trensurb. Os lotes incluem lojas e espaços para quiosques, destinados ao comércio ou prestação de serviços nas estações Mercado, Farrapos, Aeroporto, Niterói, Canoas, Mathias Velho, São Luís, Esteio, Luiz Pasteur, Sapucaia, Unisinos, São Leopoldo, Santo Afonso e Novo Hamburgo.

Publicidade nos trens

A Trensurb também proporciona espaço de publicidade nos trens. No site da empresa há o regulamento das licitações, contratos e convênios da Trensurb, contratações de obras, serviços, inclusive os de publicidade, compras, locações, permissões de uso, concessões de uso e alienações, entre outros atos de interesse. Mais informações no site https://trensurb.gov.br/paginas/paginas_arquivos.php?codigo_sitemap=5153

Ouça abaixo a entrevista completa

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo