Pista da Avenida 1º de Março em Novo Hamburgo, quase divisa com São Leopoldo, é reaberta para o trânsito

31 de maio de 2022 - 07:02

Mais uma obra está em fase de conclusão para melhorar a mobilidade urbana do município. Trata-se da Avenida Primeiro de Março, no sentido bairro-Centro, ao lado da Estação Santo Afonso do trem, no bairro Santo Afonso, que foi liberada para o trânsito na última sexta-feira, 27. No local, entre a Rua Leopoldo Wasun e a Avenida Pedro Adams Filho, foram 200 metros da avenida alargados de 5,50 metros para 7,50 metros, com isso, ganhando mais uma pista de rolamento. A partir de agora, a obra entra na etapa de acabamentos, com a implementação da sinalização horizontal e a conclusão do passeio público, que terá o piso tátil para fornecer auxílio na locomoção pessoal de deficientes visuais.

“Acompanhamos desde o início desta obra e estamos felizes em ver mais um ponto do município com melhoria da mobilidade, tanto para condutores de veículos, como para os pedestres com deficiência visual, que ganharam todo o calçamento no trecho com piso tátil”, relatou a secretária de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários (Semopsu), Greyce de Luz.

Outra obra que deve ser concluída em breve é a construção de uma nova rua, que ligará as avenidas Pedro Adams Filho com a Montevidéu. A via terá 302 metros de comprimento e 10 metros de largura, bem como receberá meio-fio, bocas de lobo e pavimentação em bloquetes intertravados.

Os serviços estão sendo fiscalizados pela Semopsu e realizado pela construtora Arcari Empreendimentos Imobiliárias Ltda., em contrapartida pela construção de um empreendimento imobiliário na localidade.

Trecho da Rua Guia Lopes também foi alargado

Outra importante via que recebeu também recentemente a melhoria de alargamento foi a Rua Guia Lopes. No trecho bairro–Centro, entre o Cemitério Jardim da Memória até a Rua Sapiranga, foram 960 metros da via que foram alargados 16 para 20 metros, com uma nova estrutura, incluindo uma ciclofaixa de 2,5 metros de largura e calçadas com piso tátil para fornecer auxílio na locomoção pessoal de deficientes visuais. A obra foi de responsabilidade da construtora MRV, que atendeu determinações da Diretriz Urbanística Especial (DUE) devido à construção de um empreendimento imobiliário com 300 unidades habitacionais na Rua Maria Olinda Telles, no bairro Canudos. Toda a execução foi fiscalizada pela Semopsu.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo