São Leopoldo retoma obrigatoriedade de uso de máscaras nas escolas a partir de quarta-feira, 25

23 de maio de 2022 - 17:45

A Prefeitura de São Leopoldo, através da aprovação do Centro de Operações de Emergência em Saúde e Educação (COE-E) em reunião on-line nesta segunda-feira, 23 de maio, decidiu pela retomada da obrigatoriedade do uso de máscara nos ambientes escolares fechados, a partir desta quarta-feira, 25 de maio. A medida vale para todas as redes de ensino, e crianças a partir dos 6 anos com o uso obrigatório do equipamento de proteção individual.

De acordo com a professora e assessora de assuntos intersetoriais da Smed, Renata de Matos, o retorno da obrigatoriedade do uso da máscara é uma forma de frear o avanço do número de contágio, tanto da Covid-19, quanto das demais síndromes respiratórias que são mais comuns com a chegada do frio. “O COE aprovou a medida da retomada da obrigatoriedade do uso de máscara a partir desta quarta-feira, nos ambientes fechados de todos os níveis de ensino, especialmente pelo grande número de casos positivos que temos constatado nas nossas escolas, pelo índice de demanda por atendimento nas unidades de saúde causadas pelas síndromes respiratórias, e o uso da máscara é uma forma que temos de prevenir. Somente no último mês, dobrou o número de casos e isso gera afastamentos e diversos problemas que podemos evitar”, destacou Renata.

O professor Otávio Forneck, diretor do Sinpro/RS (Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul) afirmou a importância da medida. “A retomada da obrigatoriedade do uso de máscara colabora para que não se coloque em risco os demais colegas, é uma forma de garantir uma maior proteção, especialmente evitar que alguns casos positivos que muitas vezes nem sintomas apresentam, possam espalhar o vírus, por isso a medida é adequada”, destacou. Nesta terça-feira o COE-M, emitirá uma normativa com a decisão, e as orientações para que as escolas façam suas adequações e comunicados aos estudantes e trabalhadores.

Também participaram do encontro as representações das escolas, e demais membros que compõem o COE-E Municipal.

Ainda foi dado o alerta sobre a importância da busca pela vacinação contra a Covid-19, onde até o momento 16.790 crianças,de 5 à 11 anos, receberam a 1ª dose, e apenas 7.391 realizaram a segunda aplicação. E também com a vacinação da gripe/influenza, disponível para crianças a partir dos 6 meses de idade até 9 anos, em 14 unidades de vacinação da cidade.

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo