Na Valiere, o trabalho conjunto dos profissionais médicos para o sucesso da cirurgia plástica

12 de maio de 2022 - 19:17
Por Sônia Bettinelli

Os cirurgiões plásticos Paulo Caruso, Miguel Rivera e a nutricionista Bruna Minosso, tem mais em comum além de serem colegas na Clínica Valiere Medicina Personalizada. Eles  fazem parte da rede de profissionais que acolhem, acompanham e orientam que busca a Valiere para cirurgia plástica. No Berlinda News Entrevista de hoje (12), Bruna, Miguel e Paulo falaram sobre o trabalho em parceria. “Quando o paciente chega para falar sobre o procedimento, encaminho para a Bruna para avaliação dela sobre a parte nutricional do paciente”, destaca Paulo Caruso.

Alimentos inflamatórios

A nutricionista Bruna vai avaliar a rotina alimentar do paciente. Se há consumo elevado de líquidos e alimentos inflamatórios como gordura, açúcar, refrigerante, bebida alcoólica, frituras, alimentos ultraprocessados. Os procedimentos cirúrgicos provocam um trauma no organismo que podemos chamar de catabolismo, ou seja a necessidade aumentada de energia e proteína. Sendo assim, aumentando as chances de perda da massa magra (músculo) e dificultando a cicatrização. É importante dar continuidade com o tratamento nutricional no pós operatório para auxiliar no resultado desejado da cirurgia plástica

 

Mudança permanente 

Após a gestação, muitas mulheres procuram pela cirurgia.” A gestação provoca uma série de mudanças no corpo, especialmente no útero, mamas e no abdômen. Algumas mudanças são permanentes, por exemplo, muitas mulheres ficam com excesso de pele. É necessário um procedimento específico. A lipoaspiração não é indicada porque com a retirada da gordura haverá ainda mais flacidez”, explica Miguel Rivera.

Perda de peso x corpo saudável

Para o cirurgião Paulo Caruso, a rede de profissionais da Valiere vai orientar o paciente sobre o que é ser saudável. “Algumas pessoas chegam e quando informamos que precisa emagrecer 10 quilos, por exemplo, garantem que isso é possível em um mês. Mas a redução do peso pode significar perda de músculo, desidratação que deixará a pessoa será menos saudável. É preciso de energia inclusive para o período pós-operatório”, destacou Paulo Caruso.

Ouça o programa completo

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo