Governo Vanazzi oferece 13,58% de reajuste salarial a Servidores Públicos e Ceprol na 2ª. mesa de negociação

19 de abril de 2022 - 17:43
Por Juliano Palinha e Sônia Bettinelli

Após uma reunião de quase duas horas entre governo municipal de São Leopoldo e representantes dos Sindicato dos Professores (Ceprol), pois a direção do Sindicato dos Servidores não mandou nenhum dirigente, a proposta oferecida aos trabalhadores é de 13,58% de reposição salarial neste ano de 2022. O mesmo índice vale para o vale-alimentação.

Como a primeira proposta foi rejeitada ainda na mesa de negociação pelos dois sindicatos, a novidade trazida pela gestão municipal foi recuperar proporcionalmente o INPC dos três período (2019/2020, 2020/2021 e 2021/2022) e pagar imediatamente os trabalhadores.

O governo também propõe construir e melhorar o plano de saúde e um calendário para as pautas específicas.

Para a presidente do Ceprol, Cristiane Mainardi, a principal luta da categoria é pelas perdas salariais de 2020, 2021 e 2022. “A proposta do governo não contempla nossas reivindicações. O governo oferece o INPC de 2022 e metade do INPC de 2020. Precisamos avançar. A nossa luta é pelas perdas salariais, inclusive porque o prefeito Vanazzi disse que em seu mandato não teríamos perdas”, disse Cristiane.

A presidente acrescenta ainda que a primeira proposta da administração foi rejeitada na íntegra. “Apresentamos nova proposta solicitando 22% de reposição, 5% de aumento real e 50% no vale alimentação para a data base deste ano. Esta é a nossa reivindicação hoje. Eles apresentaram nova pauta de 13,58% para este ano e sobre o programa de alimentação. Entendemos que a pauta anterior, rejeitada em assembleia, causava prejuízo às negociações salariais posteriores, fechando em uma proposta a negociação para três anos. Queremos os 22% na data base e no alimentação pois é somente perdas salariais. Mas amanhã (nesta quarta-feira) teremos assembleia e vamos definir nossas reivindicações coletivamente”, completou. 

 

SINDICATO DOS SERVIDORES VAI DECIDIR COM A DIREÇÃO E COMISSÃO 

Mesmo sem a presença de dirigente na mesa de negociação desta tarde, pois a direção do Sindicato optou por receber a contraproposta primeiro, o documento chegou até a presidente Aida Maria Potter por meio da secretária do Sindicato que esteve na reunião. “Recebemos a contraproposta do governo. Agora vamos reunir nossa direção e comissão de negociação para analizar e responder com outra contraproposta”, informou a presidente.

SEM RETORNO

A reportagem da Berlinda entrou em contato com os dois secretários, de Gestão e Administração, porém, não obteve retorno ainda.

Proposta 

 

Notícia anterior
Próxima notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escute a rádio ao vivo